Publicidade
Esportes
Craque

CPRM confirma, em novo boletim, subida acima do normal do rio Solimões

A elevação acima do normal para o período também foi registrada nos rios Javari e Purus, no Amazonas, segundo monitoramento do órgão 23/01/2012 às 19:12
Show 1
Banhista se diverte no rio Negro, que é influenciado diretamente pelo rio Solimões
acritica.com Manaus

O Serviço Geológico do Brasil (CPRM) reiterou nesta segunda-feira (23) a tendência da elevação acima da média para a época do ano das bacias do Solimões, Javari e Purus, no Amazonas, por meio de um novo boletim.

A última medição do rio Solimões foi feita no dia 18 deste mês. Na estação de Tabatinga, a cota estava em 11,38 metros. Na estação de Itapeua, o nível estava em 12,28 metros.

Em Tabatinga, a maior cheia do Solimões foi registrada em 1999, quando o nível atingiu 13,82 metros. Já em Itapeua, a maior cheia ocorreu em 2009, quando o nível chegou a 17,47 metros.

O rio Negro, em Manaus, apresentou nível de água em elevação média de 11 centímetros por dia na última semana. Nesta segunda-feira, o nível foi registrado em 23,14 metros. A cota máxima do rio Negro, em Manaus, é de 29,77 metros, registrada em 2009.

O nível do rio Negro, na capital do Amazonas, é influenciado diretamente pelo rio Solimões.

O boletim informa ainda que as bacias do Japurá, Amazonas e Madeira estão em nível normal para o período. Não há informações sobre a bacia do rio Juruá.