Publicidade
Esportes
Craque

Cruzeiro e Fluminense ficam no empate de 1 a 1 em Minas Gerais

O time mineiro começou o jogo com tudo, acertou uma bola na trave com dois minutos e logo no lance seguinte abriu o placar com Wellington Paulista 15/08/2012 às 20:28
Show 1
Everton, jogador do Cruzeiro dá um carrinho perigoso
Uol Belo Horizonte (MG)

Com gols dos camisas nove Wellington Paulista e Fred, Cruzeiro e Fluminense empataram, em 1 a 1, na noite desta quarta-feira, no Independência, em resultado que coloca em risco a vice-liderança tricolor e que impede a maior aproximação celeste do G4. Foi a sexta igualdade do time de Abel Braga e apenas o terceiro da equipe de Celso Roth, que não empatava um jogo desde a segunda rodada da competição.

Caso o Vasco vença o Coritiba, nesta quinta-feira, em São Januário, o Fluminense, com 36 pontos, será ultrapassado pelo rival e perderá a vice-liderança. Já o Cruzeiro, por sua vez, que poderia ter chegado aos 29 pontos, se tivesse confirmado a vitória, soma 27. A equipe mineira vinha de vitória sobre o Bahia, em Salvador, mas completou a segunda partida sem triunfo em casa. O tricolor confirmou a condição de visitante mal educado.

O Cruzeiro iniciou o jogo com duas mudanças em relação ao time que derrotou o Bahia, ambas por necessidade: Everton na lateral esquerda e Fabinho no ataque, nos lugares de Marcelo Oliveira, suspenso, e Borges, lesionado. Já no Fluminense, que segue sem titulares importantes, como Deco e Wellington Nem, por exemplo, o técnico Abel Braga deixou Rafael Sóbis no banco. Ele optou pela escalação de Samuel.

O gol de Wellington Paulista, logo aos 3 min, saiu em consequência de cobrança de lateral, por Ceará. Já o tento marcado por Fred, que não comemorou, em consideração ao ex-time, foi de cabeça, o nono da sua equipe em 28 assinalados na competição. “Marcamos bem essa jogada do Fluminense, mas não conseguimos ser 100%”, lamentou o goleiro Fábio.

O início do primeiro tempo foi emocionante. Após uma cobrança de escanteio pelo Fluminense, o Cruzeiro contra-atacou, com Montillo, a bola foi para Fabinho que acertou a trave. Aos 3 min, no lance seguinte, após cobrança de lateral por Ceará, Wellington Paulista fez 1 a 0 para o time celeste. Os jogadores tricolores reclamaram de um toque de mão do atacante cruzeirense e Fred levou amarelo. Dois minutos depois, a equipe carioca quase empatou. Wagner chutou forte e Fábio fez difícil defesa.

O jogo seguia muito rápido, com as duas equipes utilizando a velocidade e os lados do campo, como estratégias ofensivas. O Fluminense errava muitos passes, permitindo contra-ataques aos donos da casa, que criaram chances para ampliar. Aos 16 min, Montillo fez boa jogada e chutou forte. Dois minutos depois, Fabinho, livre, bateu para fora. O Tricolor também tentava ameaçar o gol adversário. Aos 21 min, Wagner desceu pela esquerda, cruzou, mas Fred furou no momento de finalizar.

Aos 33 min, Fred não errou. Mas, o goleiro Fábio se saiu muito bem no lance e fez ótima defesa, em bom toque do atacante tricolor. Mas o camisa 9 do Fluminense teve outra chances, aos 43 min, e, dessa vez, colocou a bola nas redes celestes. Gum ajeitou de cabeça e Fred, em nova cabeçada, empatou para o seu time. Ele comemorou discretamente o gol marcado contra sua ex-equipe.

Disputado em ritmo intenso, o primeiro tempo teve reclamações dos dois lados. Se o Fluminense protestou no lance do gol de Wellington Paulista, o Cruzeiro pediu pênalti, aos 35 min, de Wallace sobre Everton, que não foi marcado. “Foi pênalti, o cara ia fazer o gol, foi empurrado”, afirmou o goleiro Fábio. Fred, que fez o seu 9º gol no Brasileirão, destacou o aspecto coletivo do Fluminense. “Sofremos perdas, mas o time está bem, quem entra vai bem e com jogadores de qualidade fica fácil”, disse.

Sem alterações, Cruzeiro e Fluminense voltaram também com a mesma disposição para o segundo tempo. O time da casa tomando a iniciativa do ataque, mas o visitante também levando perigo em suas investidas. Aos 4 min, Thiago Neves acertou boa cobrança de falta e Fábio defendeu. Seis minutos depois, os torcedores celestes comemoraram, mas foi o gol sofrido pelo rival Atlético-MG do seu xará, em Goiânia.

Aos 23 min, Diego Cavalieri evitou o gol celeste, ao defender cabeçada de Léo. Na sequência do lance, muita discussão entre jogadores dos dois times, especialmente Fred e Wellington Paulista. Três minutos depois, Charles e Matheus Carvalho, que acabara de entrar, foram expulsos. Depois disso, a partida caiu um pouco de ritmo, embora as duas equipes tentaram o gol da vitória até o fim.