Publicidade
Esportes
Craque

Delegado diz que Monique e Daniel negaram que fizeram sexo no "BBB12"

Ainda de acordo com Antônio Ricardo, Monique se recusou a fazer o exame de corpo delito , mas mesmo assim o inquérito foi instaurado por tratar-se de um "estupro de vulnerável". A investigação consistirá em uma análise das imagens que serão cedidas pela Rede Globo 17/01/2012 às 17:49
Show 1
Daniel e Monique conversam sobre a noite polêmica (15/01/2012)
UOL/BBB12 ---

Monique e Daniel, participantes da 12ª edição do "Big Brother Brasil", negaram ter feito sexo e disseram que apenas se tocaram, declarou o delegado Antônio Ricardo Lima Nunes, titular da 32ª DP (Taquara), em entrevista coletiva concedida nesta terça-feira à tarde (17). O delegado esteve no Projac, estúdios da Globo, pela manhã, durante quatro horas, para colher o depoimento dos dois. Monique foi assistida por quatro advogados, e Daniel foi ouvido na qualidade de testemunha.

Segundo o BigBlog, do jornal O Globo, Monique assegurou que estava consciente durante a troca de carícias e que não houve penetração.

A roupa de cama, a cueca de Daniel e a calcinha de Monique foram recolhidos para serem analisadas pela perícia. O resultado deve sair em 30 dias. Ainda de acordo com Antônio Ricardo, Monique se recusou a fazer o exame de corpo delito , mas mesmo assim o inquérito foi instaurado por tratar-se de um "estupro de vulnerável". A investigação consistirá em uma análise das imagens que serão cedidas pela Rede Globo.

A Globo não poderá ser indiciada criminalmente por ser uma empresa. Caso o delegado considere que o depoimento de Monique e Daniel não condizem com as imagens, poderá ser pedida uma acareação.

O delegado esteve durante toda a manhã desta terça no Projac, centro de estúdios da Globo, localizado na zona oeste do Rio, para ouvir os depoimentos de Monique e Daniel.

O suposto estupro levou Daniel a ser expulso do reality show na última segunda (16). A Globo enviou um comunicado na noite da segunda, mesmo dia em que investigadores da polícia foram ao Projac (centro de produção da Globo, localizado na zona oeste do Rio) apurar a suspeita de ter havido um estupro após a festa do último sábado.

No documento a emissora afirma que Daniel foi eliminado "devido a um grave comportamento inadequado". "Após rigorosa avaliação da Rede Globo, iniciada no domingo de manhã, a notícia foi comunicada ao ex-brother", continua a nota.

Entenda o caso

Após a festa que aconteceu no último sábado, Daniel e Monique foram para o quarto floresta e trocaram beijos e carícias sob o edredom. O vídeo do casal levantou uma polêmica sobre uma suspeita de um estupro, já que Monique estaria desacordada.

Boninho, diretor do programa, disse ao colunista Alberto Pereira Jr., não ter considerado o caso um estupro, já que não era possível confirmar nem ao menos que os dois fizeram sexo e acrescentou que a acusação é racista.

Monique foi chamada no confessionário para checar a história, onde disse que não fez sexo com Daniel, mas depois, em conversa com outros brothers, disse estar preocupada com o que fez.

Para Aparecida Echaniz, mãe do BBB Daniel, acusar alguém de estupro é criminoso. "A própria Monique falou que foi tudo consensual. Quando foram perguntados no ar, pelo Bial, os mesmos confirmaram que ficaram juntos", argumentou.

Já a assessoria de Monique postou no Twitter, na tarde desta segunda-feira, um comunicado em que diz que a sister falará sobre o episódio quando sair do programa e que o empresário do BBB Daniel foi irônico ao declarar " ela geme dormindo?".