Publicidade
Esportes
Craque

Depois do 7 a 0 no Holanda, Rolo Compressor quer manter a boa fase em cima do Operário

Líder com seis gols de diferença para o segundo colocado, Fast quer vencer o Operário para consolidar ainda mais a vaga na final da Copa Amazonas 16/10/2015 às 20:25
Show 1
Jogadores querem manter "pegada" dos 7 a 0 em cima do Holanda
Anderson Silva Manaus (AM)

O Fast poderá ficar mais perto da final da Copa Amazonas e mais próximo da vaga para a Copa Verde 2016. Mas, para conseguir a façanha, o Rolo Compressor terá que vencer na noite deste sábado (17) o Operário, às 19h, no estádio Jornalista Carlos Zamith, pela segunda rodada da Copa Amazonas.

Vindo de uma vitória de expressão ao golear por 7 a 0 o Holanda, na abertura do competição, o time comandado por Darlan Borges – que lidera o certame  com três pontos  e sete gols de saldo - terá que obter uma vitória simples nesta noite e torcer para que Nacional Borbense, que estreia contra o Manaus, que possui três pontos, empatem para se isolar na liderança.

“Temos que melhorar pegada e entrar mais concentrado. O Holanda começou melhor e só fomos melhorar depois dos 20 minutos do primeiro tempo e manter a mesma seriedade e comportamento tático”, declarou o treinador Darlan Borges, que nesta semana admitiu que o Fast é favorito para conquistar a vaga para a Copa Verde.

“É manter a seriedade sempre. O nosso time é de toque de bola e muita velocidade na frente. O time deles (Operário) fez um jogo muito truncado. Mas vamos com a mesma escalação e o mesmo time”, garantiu.

Fome de gols


Para o atacante Jack Chan, uma partida é mais que suficiente para ser tornar artilheiro. Com três gols e duas assistências na partida contra o Holanda, Chan ainda tem “sede de gols”.

“Nosso objetivo é esse: fazer gols e conquistar a vaga para a copa verde. Estou preparado”, afirmou o jogador.

É hora de reverter

Estreante com derrota na Copa Amazonas, o técnico do Operário Marcos Piter saiu reclamando bastante da arbitragem na derrota para o Manaus, por 1 a 0. O treinador também reclamou das chances perdidas.

“Um resultado justo seria o empate”, lamentou o treinador, que caso ocorra mais uma derrota do São vê as chances de disputar a competição regional “ir pro espaço”.