Publicidade
Esportes
Craque

Deputados tentarão acalmar Blatter em almoço

Parlamentares marcam encontro às pressas para debater atraso na aprovação da Lei Geral da Copa 16/03/2012 às 11:58
Show 1
Pelé, Joseph Blatter, Dilma Rousseff e Aldo Rebelo na reunião em Brasília
Lance ---

O relator da Lei Geral da Copa, deputado Vicente Cândido (PT-SP), se articulou na noite de quinta-feira para organizar um almoço para o presidente da Fifa, Joseph Blatter. O encontro será mais uma tentativa do governo para acalmar o dirigente em relação à demora para aprovação do Projeto de Lei.

Além de Blatter, Pelé e líderes partidários também participarão do almoço, marcado para as 13h, na Residência Oficial do presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS). Será servido um churrasco. Ronaldo, membro do Conselho de Administração do Comitê Organizador Local (COL) da Copa de 2014, também foi convidado.

Nesta semana, a Câmara foi palco de imbróglio envolvendo a presença de bebidas alcoolicas nos estádios do Mundial e da Copa das Confederações de 2013. A liberação é considerada chave para acordos comerciais da Fifa.

Na quarta-feira, Cândido chegou a anunciar que retiraria do texto da Lei Geral o artigo que diz respeito à bebida. Segundo ele, a decisão fora tomada com base em informações da Casa Civil, presente na reunião com líderes da Câmara.

Horas depois, o Ministério do Esporte divulgou nota reafirmando acordo com a Fifa. No dia seguinte, novo comunicado reforçou o compromisso. Cândido também foi a público garantir que a liberação seguirá no texto.

A gafe colocou ainda mais em risco a aprovação integral da Lei Geral. O governo prevê grandes dificuldades na votação que deverá ocorrer na próxima quarta-feira. A base governista, que já passa por crise, poderia perder o apoio de ainda mais deputados.

- Aqueles que votaram a pedido do governo relaxaram, porque não havia mais compromisso - explicou Cândido. - Se (a votação) fosse hoje, eu teria muita preocupação.

O relator prometeu esforços até a próxima quarta para inverter o quadro:

- Até lá, vamos tomar muitos cafezinhos, conversar muito para recompor esta situação.

Segundo encontro

Em janeiro, membros da Comissão Especial da Lei Geral da Copa foram ao Rio de Janeiro para reunião com o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke. Na ocasião, o dirigente ouviu que o PL seria aprovado até março, prazo que não poderá ser cumprido.

Depois de aprovado, o texto ainda seguirá para o Senado. Se não sofrer mudanças, irá para sanção da presidente Dilma Rousseff. Caso contrário, voltará à Câmara.