Publicidade
Esportes
Craque

Dez amazonenses participarão da Volta Ciclística de Roraima

A prova dura três dias, o atleta tem que estar atento às mudanças de percurso e também tem que ser muito bom de pedal para cruzar a linha de chegada 19/09/2012 às 13:46
Show 1
A Volta Ciclística de Roraima é uma das provas mais difíceis do Brasil
Jornal A Crítica Manaus

A 4ª Volta Ciclística de Roraima é famosa por ser uma das provas mais difíceis da modalidade.  Com duração de três dias, o atleta tem que estar atento às mudanças de percurso e também tem que ser muito bom de pedal para cruzar a linha de chegada. Apesar da dificuldade, dez ciclistas amazonenses embarcam rumo à “terra dos macuxis” para encarar o desafio, que começa nesta sexta-feira com uma prova contra relógio e segue sábado e domingo com uma prova de estrada. 

A disputa do contra relógio começa a noite,  às 20h, e envolve 2,1km, sendo realizada em Boa Vista. No segundo dia, a prova de estrada será de 113km, às 14h, com início na cidade Satélite de Boa Vista e chegada no anel viário. No último dia, o circuito será de estrada com 54km, começando na sede do município do Amajari, sendo finalizada na Vila do Paiva, localizada na Serra do Tepequém.

“A última prova é mais temida, pois é necessário muita força física para finalizar o percurso. Além disso, a estrada tem uma ponte de madeira, que faz as bicicletas escorregarem bastante”, disse o ciclista há três anos, Hebert Silva, que participará pela primeira vez do evento. Entretanto, apesar de ser um estreante, afirma que não terá problemas em bater o amazonense e campeão absoluto 2011, Raulisson da Costa.

“Tenho todas as condições de chegar em primeiro lugar, pois venho treinando muito, há três meses, e estou investindo nas subidas. Sei que o Raulisson não vem treinando regularmente. Assim, não deverá estar cem por cento preparado”, considerou Hebert ao ameaçar o atual campeão.