Publicidade
Esportes
Craque

Diante da República Dominicana, Seleção inicia caminhada rumo à inédita conquista do ouro

Time Olímpico enfrenta a República Dominicana na noite desta sexta-feira em busca de montar o time que vai lutar pela medalha de ouro em uma Olímpiadas 08/10/2015 às 23:21
Show 1
Jogadores treinaram na Arena da Amazônia, local do amistoso desta sexta-feira
Anderson Silva e Felipe de Paula Manaus (AM)

O caminho da Seleção Brasileira rumo ao inédito ouro Olímpico passa por Manaus.  E o primeiro passo em busca do único título que falta ao futebol brasileiro será dado hoje, às 20h,  no amistoso internacional contra  República Dominicana. O jogo será realizado na Arena da Amazônia.

Em Manaus

Desde segunda-feira na cidade, a Seleção Brasileira, - que é coordenada pelo auxiliar Rogério Micale, enquanto Dunga se divide no comando da Seleção principal nas Eliminatórias -, a equipe finalizou a preparação no final da tarde de ontem na Arena da Amazônia.

O treinador não somente fez o tradicional reconhecimento do gramado, como treinou exaustivamente por mais de duas horas jogadas ensaiadas, marcação, saída de bola, escanteios e cobranças de falta. Tudo para deixar as jovens promessas do futebol brasileiro devidamente “alinhadas”. Micale preferiu manter o mesmo time visto nos dois últimos treinos no estádio Carlos Zamith, Zona Leste de Manaus, mas não confirmou o time titular.

“Eu tenho um grupo de 22 jogadores, e lógico que alguns têm que começar jogando. Na minha concepção vou ter que oportunizar todos pra ter uma opinião formada. Eu tenho uma ideia do time, mas estou trabalhando as duas equipes no mesmo conceito, da mesma forma. O treinamento está sendo dado para todos”, declarou o treinador interino Rogério Micale.

O time base que o Micale vem utilizado como “titular” é formado por: Ederson, Maicon, Rodrigo Ely, Dória e Douglas Santos; Lucas Lima, Fred e Felipe Anderson; Kenedy, Luan e Gabriel Jesus. Os outros jogadores que não utilizaram o colete vermelho, usado para distinguir o time principal, foi formado por Uilson, João Pedro, Marlon, Lucão e Wendell; Rodrigo Caio, Walace e Valdivia; Gabriel, Vinícius Araújo e Vitinho.

Calor para os rivais?

A equipe da República Dominicana realizou treinamento na manhã de ontem no estádio da Colina, na Zona Oeste da capital, e parece não ter sentido o calor amazônico. Pela parte da tarde, a equipe também fez um leve reconhecimento do gramado da Arena da Amazônia.

Embora atividade, que começou por volta das 10h, tenha se estendido até as 11h15 desta quinta e tenha sido, ao contrário do que era esperado, bem mais que um treino regenerativo, os jogadores não aparentaram desgaste ou fadiga.

Vale lembrar que a média de temperatura no Caribe, onde joga a grande maioria dos jogadores da seleção dominicana, é parecida com a de Manaus.

No entanto, para o treinador da equipe caribenha, o espanhol Roberto Díaz Bernabé, o que importa não são as condições climáticas das partidas, mas o nível do futebol que deverá ser apresentado na Arena da Amazônia.


“O brasileiro está mais acostumado a jogar futebol, que é o mais importante”, declarou o treinador, que conseguiu com o time sub-15 da Republicana o maior feito do futebol daquele país até agora: um vice-campeonato caribenho.

Em campo, o treinador realizou um treinamento de movimentação e troca de passes do meio campo ao ataque. O aproveitamento dos jogadores, no entanto, não foi dos melhores e a impressão que ficou é que há um abismo técnico entre os dois times.