Publicidade
Esportes
DECISÃO

Duelo entre técnicos irmãos marca a final do Barezão da Série B na Arena da Amazônia

Com início às 18h, a Arena da Amazônia recebe São Raimundo e CDC Manicoré que, após confirmarem o acesso à elite do futebol baré em 2018, lutam pelo título da competição 16/12/2017 às 13:25
Show si
Acostumados a atuarem juntos, Sidney e João serão adversários na final da Série B (Foto: Arquivo pessoal)
Denir Simplício Manaus (AM)

Este sábado (16) promete ser inesquecível para os fãs do  futebol ao redor do mundo. Pouco depois da finalíssima do Mundial de Clubes, entre Grêmio e Real Madrid (13h de Manaus), é a vez do torcedor amazonense conhecer o campeão do Barezão da Série B. 

Com início às 18h, a Arena da Amazônia recebe São Raimundo e CDC Manicoré que, após confirmarem o acesso à elite do futebol baré em 2018, lutam pelo título da competição para fechar a temporada com chave de ouro.

Irmãos em disputa

Com melhor campanha no cômputo geral da competição, o São Raimundo, do técnico Sidney Bento,  joga por um empate para  erguer uma taça após 11 anos  da última conquista do clube, que em 2018 comemora seu centenário. 

Pelo lado do CDC Manicoré, do treinador João Carlos Cavalo - irmão de Sidney Bento -, a batalha é pra conquistar o primeiro título do clube dentro de campo. Isso porque no Estadual da Série B de 2011, o “Bacurau do Madeira” ficou com o vice-campeonato  do torneio, mas acabou herdando a taça de campeão após o Grêmio Coariense perder o título no tapetão.

Acostumados a disputar jogos um contra o outro na época de atleta, essa será a primeira vez que Bento e Cavalo se lutarão por uma taça como treinadores. “Já nos enfretamos algumas vezes como jogador, mas como treinador essa é a primeira final. Espero que dê tudo certo e a gente possa fazer uma grande final e que vença o melhor”, confirmou Sidney Bento, comandante do Tufão da Colina.

Cavalo só executou um treino na semana e espera superação no CDC (Foto: Antônio Assis/FAF)

Após conseguir o acesso, Bento tenta o título com o Mundico (Foto: Denir Simplício)

Normalmente, próximo de uma decisão os técnicos adversários costumam esconder suas estratégias, mas não na família Bento. Sidney e João se encontraram várias vezes durante a semana na casa dos pais e o assunto, claro, foi o jogo de hoje.

“Sempre que dá almoçamos na casa dos nossos pais. E o assunto futebol é sempre discutido. A gente vive disso e não tem como ficar sem conversar sobre a final”, revelou o treinador do Mundico, que perdeu o lateral Getúlio, suspenso,  pra decisão.

Atravessando problemas internos, o técnico João Carlos Cavalo fez apenas um treino com o CDC antes da decisão. Destaque do Bacurau, Ronan deixou o clube e se transferiu para o Ceilândia-DF. Outro que não deve disputar a final é Robinho, que tentava confirmar viagem para sua terra natal nesta madrugada. 

“Essa semana treinamos apenas uma vez. Estou esperando a chegada do pessoal que estava lá em Manicoré, mas ainda dá pra montar um time competitivo pra final”, revelou o técnico confirmando que teve conversas   com o irmão após as semifinais do Barezão da Série B. “A gente conversou muito a respeito de toda essa situação que envolve não somente o São Raimundo, mas também o CDC e os problemas que a gente está enfrentando”, lamentou. 

Um tanto indignado com a situação financeira delicada no clube, João Carlos Cavalo deixou claro que sua equipe terá de se superar se quiser levar a taça.  “Vejo que essa final é uma incógnita porque a gente não treinou essa semana. Após a semifinal o pessoal de Manicoré foi pra Manicoré e também perdemos o Ronan, e tem a situação do Robinho que pode ir embora. Vai ser mais um jogo de superação mesmo”, disse o técnico enfatizando que a principal meta do clube já foi atingida.

 “O mais importante é o objetivo que já foi alcançado que era o acesso”,  concluiu.

Ficha técnica:

São Raimundo: Jonathan; Paulo, Pastor, F.Gomes e Léozinho; Toró, Amaral e T.Amazonense; Railson, Romarinho e Branco. Téc: Sidney Bento

CDC Manicoré: Douglas; Emerson, Thiago Brandão, Preto e Gelvane; Rene, Werley, Joiner e Sassá; Victinho e Henrique. Téc: João Carlos Cavalo

Estádio: Arena da Amazônia

Motivo: Final do Campeonato Amazonense da Série B 

Árbitro:  Freddy Rafael Lopez Fernandez (AM)

Dia e hora: Sábado (16), às 18h