Publicidade
Esportes
Craque

DVisa promete rigor na fiscalização de salões e centros de estética

A lei 12.592 estabelece que os profissionais das áreas de beleza sejam obrigados a atender as normas sanitárias e de higiene durante o exercício das suas atividades 14/02/2012 às 21:09
Show 1
O cabeleireiro Sílvio Sena diz que cursos técnicos servem para dar continuidade ao aprendizado do profissional
Aline Cabral Manaus

Profissionais da beleza, como manicures, cabeleireiros, depiladoras, barbeiros, esteticistas e maquiadores, que desde o dia 18 de janeiro têm o reconhecimento da profissão por parte do Ministério do Trabalho, devem  se atentar  ao cumprimento  das normas sanitárias estabelecidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Em Manaus, o Departamento de Vigilância Sanitária (DVisa) informou que manterá com rigor as fiscalizações em 2012.

A lei 12.592 estabelece que os profissionais das áreas de beleza sejam obrigados a atender as normas sanitárias e de higiene durante o exercício das suas atividades.

De acordo com o diretor do DVisa, Marcos Fabrício,  as ações para fiscalizar os estabelecimentos de beleza devem acontecer durante  essa semana e que a multa para quem não atende as normas é de R$7mil.

“Nesta semana, estamos contando com as denúncias da população, que são fundamentais para combater essas irregularidades que provocam risco à saúde. E continuamos também em fase de convocação daqueles que foram notificados nas ações feitas em dezembro”, afirmou o diretor da Dvisa.

Para a manicure, Jorgete Mendonça Carneiro, 36, é fundamental que os clientes fiscalizem os profissionais do ramo. “Peguei um fungo no salão do meu bairro e depois disso resolvi fazer um curso no CETAM para eu mesma fazer minhas unhas. Os clientes devem ser os primeiros a fiscalizarem, até se a manicure não utiliza materiais descartáveis como: serrinhas, palitos, luvas, essenciais para manter a saúde da gente. Agora cada cliente minha possui o seu kit para fazer as sua unhas”, disse a manicure.

O telefone da Dvisa para encaminhar qualquer tipo de irregularidades em salões ou barbearias da cidade de Manaus é: 0800 092 0123.

Segundo o presidente do sindicato dos Salões de Cabeleireiros e Instituto de Beleza e Similares de Manaus, Waldir Belo Torres, os principais responsáveis pelo bem estar dos clientes são os trabalhadores da beleza. “Somos agentes de saúde, costumo enfatizar isso aos profissionais da área. Precisamos ter postura com clientes, como a higiene de materiais e principalmente quanto ao uso de materiais que representam risco de corte e contaminação”, explica o presidente do Waldir Belo Torres.

A professora do Senac  Cidade Nova e esteticista Jaqueline Barros, comenta que  durante o curso do órgão,  são oferecidos orientações básicas sobre a higiene. “No Senac, tentamos orientar os nossos alunos durante os módulos de biosegurança e gestão empreendedora. Abordamos temas como por exemplo: doenças contagiosas e depois métodos de esterilização dos materiais utilizados nos serviços. Os alunos se surpreendem com a quantidade de doenças infecciosas que podem pegar durante o trabalho, e passam a ter mais cuidado tanto com eles quanto com os seus clientes”, afirmou a professora do Senac/AM.

Dicas:

Certifique -se que os materiais sejam esterilizados ( tesouras, alicates, pinças, navalhas);Observe a validade dos cosméticos: como cremes , maquiagem;As autoclaves, aparelhos de desinfecção por meio do vapor a alta pressão e temperatura, são capazes de fazer a esterilização segura;Manicures e pedicures devem usar máscara e luvas , além de kits descartáveis para o atendimento (lixas, amolecedor de cutículas,palito, serrinha de unha);Pentes e escovas devem ser lavados com água e sabão depois do uso em cada cliente e as toalhas não podem ser usadas por mais de um cliente, devem ser lavadas após cada utilização;A cera depilatória não pode ser reutilizada, nem mesmo quando coada. O produto deve ser descartado após o uso;

 A Lei nº 12.592, de 18 de janeiro de 2012

 É reconhecido, em todo o território nacional, o exercício das atividades profissionais de cabeleireiro, barbeiro, esteticista, manicure, pedicure, depilador e maquiador.

 Estes são profissionais que exercem atividades de higiene e embelezamento capilar, estético, facial e corporal dos indivíduos e que devem atender as normas sanitárias.