Publicidade
Esportes
Craque

Edmundo busca redenção em jogo de despedida pelo Vasco contra o Barcelona-QUE

Nesta quarta-feira, o Animal entra em campo para defender o clube cruzmaltino pela última vez, contra o Barcelona de Guayaquil, às 19h30, em São Januário 28/03/2012 às 11:12
Show 1
Edmundo finaliza durante treinamento antes de despedida pelo Vasco
Uol/ Esporte ---

A trajetória de 16 anos como jogador profissional de futebol chegou ao fim para Edmundo há mais de três anos. No entanto, o adeus ocorreu no ano em que o Vasco caiu para a Série B do Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira, o Animal entra em campo justamente para apagar o triste episódio e terá a oportunidade de defender o clube cruzmaltino pela última vez, contra o Barcelona de Guayaquil, às 19h30, em São Januário. Aos 40 anos, o ex-jogador se prepara para viver uma das maiores emoções da carreira.

Ele terá a oportunidade de jogar contra o adversário que sempre sonhou. Edmundo escolheu o clube equatoriano, pois não pôde enfrentá-lo na conquista da Copa Libertadores, em 1998 - na época havia sido transferido do Vasco para a Fiorentina-ITA. Mas o objetivo principal é apagar o rebaixamento para a Segunda Divisão em 2008. Buscar a redenção no jogo festivo mexe com o atual comentarista de televisão.

“É o jogo que gostaria de ter participado. Quando voltei para o Vasco, em 2008, era para encerrar a carreira, mas não da forma que foi. Aí, quando o Roberto [Dinamite, presidente] me chamou para fazer o jogo de despedida, perguntou contra quem gostaria de ter jogado e acertamos tudo. A festa vai ficar para o final. Antes e depois do jogo será à vera. A ideia é apagar aquela imagem de 2008. É preciso esse espírito vencedor. Será frustrante não conseguir a vitória”, afirmou.

São Januário receberá um grande público para a festa. Até a noite da última terça-feira, 12.960 ingressos haviam sido vendidos. Inúmeras homenagens foram preparadas pela diretoria e torcidas organizadas. Ex-companheiros, dirigentes, familiares... Todos estarão na Colina Histórica prestigiando Edmundo. O primeiro desafio para fazer bonito é não se emocionar antes da partida.

“Esta semana está sendo diferente. Torcedores comprando os ingressos, vocês [imprensa] fazendo uma boa cobertura. Eu agradeço. Quando você está chegando a São Januário é uma sensação muito gostosa, o ônibus passa no meio do torcedor, e quando entra o estádio já está quase cheio. Sei que vou reviver momentos muito felizes da minha vida. Mas preciso conter para não me emocionar, pois quero jogar também”, encerrou.

O Vasco vai entrar em campo com Edmundo vestindo a camisa 10, além de Juninho e Felipe entre os titulares. A única dúvida é o zagueiro Dedé, queixando-se de dores na panturrilha. No lado do Barcelona-EQU, o atacante Nicolás Asencio, que fez parte do time que perdeu a final de 1998, estará presente.

O técnico Luis Zubeldía não comandará a equipe no amistoso, pois o time enfrenta o El Nacional também nesta quarta-feira pelo Campeonato Equatoriano. Apenas Brayan de la Torre e Jorge Ladines, que fazem parte do elenco principal, estão escalados. O time será comandado pelos auxiliares Carlos Gruezo e Flavio Perlaza.

MELHORES MOMENTOS E POLÊMICAS QUE MARCARAM A CARREIRA DO CRAQUE

1992 - Sobe definitivamente aos profissionais do Vasco. Mostra o bom futebol exibido nas categorias de base e se transfere para o Palmeiras ao final da temporada.

1993 / 1994 - É bicampeão Paulista e Brasileiro pelo Palmeiras. Junto com as boas atuações começa a se envolver em polêmicas. Se desentende com o técnico Vanderlei Luxemburgo e chega a dar um tapa no rosto de Juninho Paulista durante clássico contra o São Paulo.

1995 - Chega ao Flamengo para formar o ataque com Romário e Sávio. O desempenho é ruim e abre precedente para piadas dos torcedores rivais. Ao término do ano, bate o carro e provoca a morte de três pessoas na Lagoa, zona sul do Rio de Janeiro.

1997 - Trilha o melhor ano de sua carreira. Atuações fantásticas e título brasileiro pelo Vasco. Com 29 gols, quebra o recorde individual da competição. Também faz os seis na goleada sobre o União São João. Poderia ter marcado sete, mas desperdiçou um pênalti. Ao final do ano, transfere-se para a Fiorentina-ITA, onde não consegue destaque. Também disputa a Copa do Mundo de 1998.

1999 - Volta ao Vasco e passa uma noite na prisão em razão do acidente automobilístico de 1995. No Brasileiro, marca 13 gols em 17 jogos, mas vê o time ser eliminado pelo Vitória-BA.

2000 - Faz bons jogos pelo Vasco, mas fica marcado ao perder o pênalti que deu o título do Mundial da Fifa ao Corinthians. Em briga com Romário, chega a ser chamado de "bobo da corte" no clube.

2001 - Pelo Cruzeiro, desperdiça um pênalti contra o Vasco em São Januário e acaba demitido. Vai para o futebol japonês e volta ao Vasco em 2003. Sem destaque também durante a passagem pelo Fluminense em 2004.

2005 - Fica por 20 dias no Nova Iguaçu e se transfere para o Figueirense. Disputa 32 jogos no Brasileiro e marca 18 gols. Encerra o ano indo para o Palmeiras.

2006 / 2007 - Torna-se o terceiro maior artilheiro da história do Campeonato Brasileiro, ultrapassando Zico e ficando atrás de Roberto Dinamite e Romário. Porém, sem títulos e resultados práticos.

2008 - Volta ao Vasco e perde pênalti contra o Sport determinando a eliminação na Copa do Brasil. No Brasileiro, não consegue evitar o rebaixamento do clube e encerra a carreira ao final do ano.

VASCO X BARCELONA-EQU

Data: 28/03/2012, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique
Assistentes: Wagner de Almeida Santos e Jackson Lourenço

VASCO
Fernando Prass; Fágner, Rodolfo (Dedé), Renato Silva e Thiago Feltri; Romulo, Juninho, Felipe e Edmundo; Eder Luis e Alecsandro.
Técnico: Cristóvão Borges.

BARCELONA-EQU
Jorge Pinos; Alarcón, Gómez, Brayan de La Torre e Jara; Wilfrido Vera, Janny Bueno Toro, Quiñónez e Luis García Anchundia; Jorge Ladines e Nicolás Ascenci.
Técnicos: Carlos Gruezo e Flavio Perlaza.