Publicidade
Esportes
Craque

Eleitos, Mitoso, Rozenha e Fabrício vão representar o esporte na Cãmara Muncipal de Manaus

Luis Augusto Mitoso é presidente licenciado do Nacional, enquanto que Ednailson Rosenha preside o Fast Clube. Fabrício Lima, secretário de esportes de Amazonino também se reelegeu 08/10/2012 às 19:22
Show 1
Rosenha, Fabrício e Mitoso
Carlos Eduardo Souza Manaus (AM)

O esporte também ganhou representantes na Câmara Municipal de Manaus. Luis Augusto Mitoso – presidente licenciado com Nacional; Ednailson Rosenha, presidente do  Fast Clube  e Fabrício Lima, ex secretário de esportes do prefeito Amazonino Mendes.

Entre as propostas de campanha do fastiano Rosenha está a criação de ciclovias na cidade de Manaus. Mas, segundo ele, seu objetivo é levar o esporte para as comunidades e  para as escolas do município.

“Quero fazer esporte comunitário. Não quero esporte pra elite. Se as escolas do município formas a base da educação, temos que ter o esporte pra esses alunos.  Mas temos de criar um estrutura pra fazer isso. Não temos campos em Manaus. Uma capital como Manaus não tem um estádio de pequeno porte que seja do município. Precisamos mudar essa situação”, disse Rosenha

Luis Mitoso, apesar de ser presidente do Nacional e ter sido campeão nesse ano, não credita os votos que teve aos torcedores do Nacional.

Fabrício Lima faz questão de dizer que foi eleito pelo esporte. Lima foi um dos poucos secretários de Amazonino Mendes que permaneceu no cargo até o tempo limite permitido pela Justiça Eleitoral.

“Eu tenho certeza que fui eleito pelo que fiz no esporte e quero continuar fazendo”, disse Fabrício Lima.

O vereador disse que espera dar sequência no trabalho que vinha fazendo à frente da secretaria dês esportes do município, mas, se não for convidado pelo próximo prefeito, vai lutar pela causa esportiva.

“Temos de fortalecer todos os esportes, mas temos um projeto para o futebol. Quero me juntar aos vereadores que se identificam com o esporte para pensarmos o futebol em si. Acredito que está na hora de os clubes terem seus centros de treinamento e isso a prefeitura tem como ajudar”, disse.

A idéia do vereador é estruturar os centros esportivos de propriedade da prefeitura e ceder em regime de comodato aos clubes profissionais que trabalham as divisões de base.