Publicidade
Esportes
HERÓICAS

Em jogo nervoso, 3B se supera e tira invencibilidade de quatro anos do Iranduba

Com apenas uma reserva no banco, 3B ignora favoritismo e vence o 'Hulk da Amazônia', que não perdia no Barezão desde 2013 23/09/2017 às 20:15
Show whatsapp image 2017 09 23 at 18.24.50
Jogo foi bastante disputado (Foto: Antônio Lima)
Denir Simplício Manaus

"Foi na base superação mesmo. Jogamos hoje   como se fôssemos 30 dentro de campo". A frase da atacante Carla sintetiza bem  como foi a heroica vitoria do 3B, por 1 a 0, sobre o Iranduba, na noite deste sábado  (23), na Arena da Amazônia. A ex-jogadora do Audax-SP ajudou a Fera da Aparecida a vencer seu jogo de estreia no Campeonato Amazonense Feminino 2017 e de quebra ainda tirou uma invencibilidade de quatro anos do Hulk na competição. 

Com o resultado, o 3B somou 3 pontos no "Barezao Delas" e se iguala ao Penarol, que goleou o São Raimundo por incríveis 14 a 0 na partida de abertura da rodada dupla deste sábado na Arena.

O primeiro lance de perigo da partida veio aos 17minutos.  Nat rebate área do 3B e Djeni chuta pra grande defesa de Kemelli. Como resposta, dois minutos depois Vitória Almeida arranca pelo meio e chuta levando perigo ao gol de Rubi.

Aos 23 minutps, foi a vez da sorte ajudar o 3B. Confusão na frente da área de Fera da Aparecida e Mayara Vaz arrisca o chute. A bola explode no poste direito de Kemelli, atravessa toda a pequena área e é afastada pela zaga do 3B.

O jogo seguiu pegado no meio de campo com entradas ríspidas de ambos os lados.  Perigo de gol mesmo só pelo lado do 3B que em dois lances de bola parada deu trabalho à goleira Rubi.

A segunda etapa inicia  com alteração pelo lado do Hulk.  Sai Laura para a entrada de Kamilla. Com apenas uma atleta no banco de reservas, o 3B se manteve o mesmo em campo

Aos 4 minutos, Djeni cobra falta e mais uma vez Kemelli salva a Fera da Aparecida.  Aos mim, foi a vez do 3B dar o troco.  A atacante Vitória arranca pela lateral e enfia linda bola para Carla Nunes entrar cara a cara com a goleira Rubi, mas na hora de finalizar a camisa 1 do Hulk opera um milagre e salva  o Iranduba.  

O Hulk mal se recuperava do susto e mais uma vez Carla Nunes surge livre na frente da meta de Rubi, que dessa vez nada pode fazer. Gol do 3B, o primeiro tento da Fera da Aparecida em sua nova fase.

O gol marcado aos 8 minutos pela ex-atacante do Audax-SP foi o primeiro da história do Amazonense Feminino na Arena da Amazônia.   

Aos 25, o técnico Marcelo Tchelo promoveu única alteração que podia no jogo. Saiu Giovana entrou Brenda. E enquanto isso, a torcida,  que um dia foi do Hulk, fazia a festa nas arquibancadas.

Aos 35, mais uma vez a sorte ficou do lado s goleira Kemelli do 3B. Cris joga a bola na pequena área e Sinara desvia de cabeça, a bola bate na trave e no rebote volta a cruzar toda a defesa do time da Leonardo Malcher e não acha nem um pé das jogadoras do Iranduba. 

40 minutos do segundo tempo e o cansaço chegou de vez m equipe do 3B.  Duas atletas do time de Marcelo Tchelo pedem atendimento. O Hulk segue pressionando.

Parece final de campeonato.  As Guerreiras do Hulk entram em desespero com mais uma chance perdida. Dessa vez por Elisa, após cruzamento de Giselle.

Quando o quarto árbitro levantou a placa dos acréscimos da partida quem entrou em desespero foi a torcida do 3B. Foram 8 minutos a mais no duelo.

51 minutos de jogo e mais uma vez Kemelli salva a noite do 3B.  Cris chuta de longe e a bola desvia na propria zaga, mas a camisa 1 da Fera pega sem dar rebote.

Achou pouco os acréscimos? Pois Ivan Guimarães Júnior acresceu mais um minuto ao jogo já tenso. Mas nada mudou. Fim de jogo e  festa apoteótica do 3B, que em seu primeiro jogo na nova fase como time profissional bate o poderoso Hulk.

Na próxima rodada, o 3B vai até Itacoatiara enfrentar o Penarol, no estádio Floro de Mendonça.  Já o Iranduba terá duas semanas para se recuperar do primeiro revés no Amazonense Feminino desde 2013.