Publicidade
Esportes
Craque

Em volta de Rogério, Luis Fabiano marca, ajuda São Paulo a golear Fla e se redime com a torcida

O São Paulo goleou o Flamengo por 4 a 1 e se recuperou da derrota para o Atlético-GO no meio da semana 29/07/2012 às 17:43
Show 1
Jogadores do São Paulo se abraçam após abrirem o placar diante do Flamengo, no Morumbi
Adriano Wilkson/uol ---

Foi a reestreia de Rogério Ceni, e a redenção de Luis Fabiano. O Morumbi recebeu seu melhor público deste Brasileiro. E as 33 mil pessoas que pagaram para entrar no estádio viram o camisa 9 são-paulino marcar dois gols, correr, brigar, ajudar na defesa e fazer as pazes com o torcedor depois de duas semanas críticas de uma relação conturbada. O São Paulo goleou o Flamengo por 4 a 1 e se recuperou da derrota para o Atlético-GO no meio da semana.

Luis Fabiano foi o grande nome do time e conseguiu as melhores chances. Tentou de cabeça, chutando a gol, achando companheiros livres, trombando com adversários, abrindo a marcação pelo meio. Quando o arqueiro Paulo Victor falhou ao sair errado em um levantamento na área, Luis Fabiano cabeceou para o gol livre e fez o Morumbi explodir em três cores.

Enquanto o Morumbi giritava em uma só voz o seu nome, Luis Fabiano se ajoelhou sobre a camisa tricolor, beijou o escudo e apontou à plateia. Acabou tomando um cartão amarelo por tirar a camisa. O atacante passou a semana ciriticado pela maior organizada do clube por ficar suspenso quando o time mais precisa.

O São Paulo já vencia por 1 a 0. O gol inicial foi marcado por Maicon, que acertou um chute rasteiro no canto do goleiro Paulo Victor. No segundo tempo, Luis Fabiano, que é o artilheiro tricolor no ano, ainda balançou a rede novamente de cabeça ao receber um cruzamento perfeito de Cortez.

Rogério Ceni, que fez sua primeira partida no ano após seis meses no estaleiro, pouco foi exigido. Mas a retaguarda tricolor mostrou suas limitações novamente. Quando o Flamengo chegou com objetividade ao ataque, a defesa tricolor ficou apenas olhando Ramon finalizar sem marcação e vencer o goleiro, que nada pôde fazer. Mas, na maior parte do tempo, o São Paulo anulou o Flamengo e foi ajudado pela desorganização tática e inaptidão técnica dos cariocas.

No primeiro tempo, as participações de Rogério Ceni se resumiram a lançamentos e passes para o reinício do jogo. Na etapa final, ele teve que trabalhar mais, mas não teve momento capitais. O São Paulo dominou o jogo enquanto construia o placar elástico. Com a vitória praticamente sacramentada, a equipe tricolor diminuiu o ritmo.

O técnico Dorival Junior, que fez apenas seu segundo jogo no comando do Flamengo, mexeu na equipe e a fez jogar mais à frente. A partida, porém, ficou amarrada no meio-campo. Nas arquibancadas, faixas, bandeiras e cânticos para o time e para Luis Fabiano. Melhor para Ney Franco, que conseguiu fazer o São Paulo tocar de lado até garantir sua segunda vitória com o novo técnico. Jádson ainda arranjou tempo para transformar a vitória em goleada já nos acréscimos do segundo tempo: 4 a 1.

O São Paulo volta campo pelo Brasileirão no domingo que vem contra o Sport, também no Morumbi. Já o Flamengo, tentará a recuperação no sábado, contra o Atlético-MG no Engenhão.