Publicidade
Esportes
Craque

‘Era Del Nero’. Novo presidente da CBF assume com missão de resgatar futebol brasileiro

O dirigente terá, entre outros desafios, a incumbência de formar novos craques na base, assim como fazer com que o pífio desempenho na Copa do Mundo seja deixado no passado 16/04/2015 às 11:05
Show 1
Marco Polo Del Nero assume a presidência da CBF com muitos desafios pela frente.
ACRITICA.COM Manaus (AM)

Marco Polo Del Nero, de 74 anos, assume a presidência da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) nesta quinta-feira (16). O agora ex-presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF) e conselheiro do Palmeiras toma posse do cargo exatamente um ano após sua eleição, em abril do ano passado. Em evento fechado para a imprensa, o dirigente ocupa a vaga no lugar do amigo José Maria Marin.

Em posse do cargo mais poderoso do futebol brasileiro, Del Nero terá pela frente difíceis desafios em sua gestão. Mesmo sem expectativas de muitas mudanças em relação ao seu antecessor, o novo presidente da CBF tentará mudar a “cara” do futebol nacional. Principalmente após o vexame da participação da Seleção Brasileira na Copa do Mundo no Brasil.

O primeiro desafio é tentar vencer a Copa América de seleções, no Chile. Mesmo com a sequência de vitórias sob o comando de Dunga, existe a desconfiança sobre o futuro do futebol nacional. Para isso, Del Nero terá de valorizar a base.

A conquista da medalha de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio 2016 seria a realização de um sonho do futebol brasileiro. E, consequentemente, um ponto positivo na gestão do novo presidente da entidade. Desafio maior mesmo será fazer com que os 7 a 1 para a Alemanha na semifinal do Mundial seja esquecido. Um passo importante nessa trajetória seria uma boa campanha nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018.

A relação com os clubes também terá de ser reforçada. Em meio a uma ameaça de rebelião com uma possível formação de uma liga independente, Del Nero vai ter de usar de muita diplomacia para agradar a todos. Uma mudança no calendário do futebol do País, assim como o retorno do mata-mata no Campeonato Brasileiro entrarão na pauta de discussões entre o presidente da CBF e os dirigentes do clubes nacionais.

Outro fator que caberá a Del Nero contornar é desassociação da imagem da CBF com os escândalos relacionados aos seus antecessores. Tanto Ricardo Teixeira – antecessor de Marin -, como José Maria Marín são investigados por fraudes à frente da entidade. Os casos em que se envolveram os ex-presidentes da