Publicidade
Esportes
Craque

“Está imbatível, mas está cansado”, diz técnico Lana ao vencer o Rio-Nal

Experiente treinador destacou o décimo triunfo seguido no Estadual, mas lembrou do cansaço da equipe devido à viagem de volta da Copa do Brasil e também psicológico da equipe depois da eliminação 21/04/2015 às 00:42
Show 1
Lana está preocupado com o cansaço da equipe
Anderson Silva Manaus (AM)

A cansativa viagem de retorno de Salvador-BA para Manaus de mais de 12 horas, após a eliminação polêmica na Copa do Brasil para o Bahia, e os constantes jogos do Estadual, aliada ao pouco tempo de recuperação dos jogadores, levaram o treinador do Nacional, Aderbal Lana, a poupar alguns jogadores na vitória contra o Rio Negro, por 3 a 0, na noite desta segunda-feira (20). O resultado fez o time de Aderbal Lana igualar a equipe de 1974, ao vencer todas as dez partidas do Estadual, sagrando-se campeão invicto.

O feito igualado contra o Galo não deixou o experiente treinador de 68 anos orgulhoso, que destacou o cansaço dos jogadores como de si próprio.

“Está imbatível, mas está cansado. É um time que está desgastando a cada semana e quinta-feira já tem outro jogo aqui (contra o Operário) e até pra mim mesmo a coisa já está ficando meio difícil, viagens complicadas... vou até dizer a palavra exata: roubados por esse Brasil”, afirmou Lana, destacando o erro da arbitragem na validação do terceiro gol do Bahia que culminou na eliminação da equipe amazonense da Copa do Brasil.

“Esperamos que a Federação Amazonense dê as caras e apareça agora, mas o Nacional está aí e continua os trabalhos, continua procurando sempre estar vencendo, sabemos que não é fácil é um campeonato muito longo. Precisamos ter tato, muita tranquilidade para  que  os jogadores não se desgastem até o final da competição”, alertou.

Lana também destacou o trabalho psicológico com os atletas, após a eliminação para o Tricolor Baiano.

“É difícil, o atleta sempre olha o futuro a nível financeiro e a nível profissional e sair de uma Copa do Brasil da forma que o Nacional saiu... Acho que agora chegou o momento de a Federação Amazonense mostrar a cara, porque o que escutamos sempre são os torcedores e parte da imprensa falar que o nosso futebol é fraco. Nosso futebol nunca foi fraco, sempre enfrentamos as grandes equipes do Brasil no mano a mano e desta vez não foi diferente, nos tiraram metendo a mão, então é hora de a federação mostrar a cara e revigorar o nosso futebol”, esbravejou.