Publicidade
Esportes
Craque

‘Estou sendo um exemplo de profissional’, diz Rosembrick após ser ‘barrado’ por Cavalo

O meia do Fast Clube foi taxativo ao afirmar que não faltou ao treino da equipe e não entende porque foi esquecido pela diretoria do Rolo Compressor. Sem o “Mago” em campo, o Tricolor perdeu para o Princesa e caiu para terceira colocação no Barezão 16/04/2015 às 12:47
Show 1
Rosembrick afirma que foi esquecido pela condução do clube e não faltou treino.
Denir Simplício Manaus (AM)

A quarta-feira (15) foi um dia envolto em mistério pelos lados do Fast Clube. Considerado o craque do time, o meia Rosembrick sequer estava na lista dos jogadores que foram derrotados pelo Princesa do Solimões, na noite desta quarta, na Colina. O treinador João Carlos Cavalo afirmou que o jogador faltou a um treino e por isso não foi relacionado. No entanto, o jogador afirma que foi esquecido pelo clube.

Chamado de “Mago”, por seus passes mágicos para os companheiros de time, como num passe de mágica Rosembrick desapareceu no time titular do Rolo Compressor. Mais estranho foi a forma como o brilhante meia “sumiu” da equipe. De acordo com o jogador, ele foi esquecido pela condução do clube na frente do condomínio onde mora horas antes do duelo com o Princesa do Solimões.

“Fiquei em frente do condomínio esperando virem me buscar, e nada. Fiquei lá de 16h15 até às 17h e depois voltei pra casa. Liguei pra um jogador e disseram que já vinham me pegar e não vieram”, disse Rosembrick, indignado por ter sido deixado de fora do jogo.

Minutos antes do início da partida com o Princesa, o técnico João Carlos Cavalo afirmou que o meia não havia sido relacionado por ter faltado a apresentação da equipe para o lanche da tarde. A diretoria do Rolo Compressor chegou a afirmar que o meia havia faltado a um treino e essa seria a causa da saída do jogador do time titular.

Mago desabafa

Muito triste com a situação, Rosembrick desabafou e disse que tem sido um exemplo para os demais atletas do clube. “Fiquei muito triste quando soube pela imprensa que disseram que eu faltei ao treino. Eu afirmo pra quem quiser ouvir: Estou sendo um exemplo de profissional. Joguei doente os três primeiros jogos do time e ninguém divulgou isso. É fácil falar mal de mim. Quero ver é provar que eu faltei a algum treino”, falou o meia.

O jogador, que é um dos melhores passadores do campeonato, foi taxativo ao afirmar que ninguém da diretoria foi procurá-lo para falar sobre o esquecimento do atleta e que fez falta na derrota para o Tubarão. “Até agora ninguém me deu satisfação sobre o que aconteceu. No último jogo ganhamos de 8 e eu estava no time. Por que eu ficaria de fora agora? O resultado está aí, perderam ontem (15)”, comentou.

Rosembrick ainda confirmou que mantém ótima relação com todos no elenco e que está feliz no clube, no entanto, afirmou que só fica no Fast se a diretoria quiser. “Estou no feliz no Fast. Tenho feito um bom trabalho desde o ano passado. Me dou bem com todo mundo, todos os jogadores. Mas só fico no clube se a diretoria quiser. Se não me quiserem aqui, podem me mandar embora”, desabafou.

O time do Fast Club tem treino marcado para a tarde desta quinta-feira (16) e, segundo o Mago, ele terá uma conversa com o técnico Cavalo. “Vou pro treino de hoje e lá o treinador deve me chamar pra falar alguma coisa. Eu também tenho algo pra falar pra ele e vamos resolver tudo isso”, finalizou.