Publicidade
Esportes
Craque

Ex-campeão do UFC fará despedida no Amazon Forest Combat 2

Murilo Bustamante enfrentará o americano Dave Menne em uma revanche histórica na noite no dia 31 de março, na Arena Amadeu Teixeira 29/02/2012 às 19:07
Show 1
Ex-campeão do UFC fará despedida no Amazon Forest Combat 2
Paulo Ricardo Oliveira Manaus

Voltemos ao dia 11 de janeiro de 2002, na pacata cidade de Uncasville, Estado de Connecticut (EUA), versão 35 do Ultimate Fighting Championship (UFC). Naquela noite, um faixa-preta de jiu-jítsu franzino e desacreditado pela crítica fazia história ao ser o primeiro brasileiro a conquistar um cinturão - dos médios, até 84 quilos - com um belo nocaute sobre o norte-americano Dave Menne, diante dos fãs do adversário. Dez anos depois, Murilo (14-8) e Menne (46-16-2) farão uma revanche histórica na segunda edição do Amazon Forest Combat  (AFC), que acontece na noite de 31 de março, na Arena Amadeu Teixeira.

O AFC 2 marcará a despedida de Murilo, hoje com 45 anos, umas das lendas do MMA ainda em atividade, que não lutava no Brasil havia mais de 15 anos. “Participei do AFC 1 como convidado numa ocasião em que fui procurar um lugar para inaugurar uma filial da Brasilian Top Team (BTT) em Manaus. Fiquei  impressionado com o nível de organização do evento, o envolvimento do público amazonense com o MMA. O ginásio (Amadeu Teixeira) favorece esse tipo de show. Surgiu, então, a idéia de fazer minha luta de despedida na segunda edição e aceitei o convite. Estou bastante empolgado para essa luta. Eu vou com tudo”, disse com exclusividade ao CRAQUE, o líder da BTT.

Mas o show de pelejas genuinamente amazonense vai além, oferecendo ao público um card recheado de estrelas internacionais (ver quadro).  Ex-UFC, o carioca Thales Leites (19-4) tem a chance de devolver a derrota para o americano Matt Horwich (26-20-1) que o venceu por finalização (mata-leão) no dia 14 de agosto de 2010, em Irvine, Califórnia (EUA) no evento PWP War on the Mainland. Outro ex-funcionário do Ultimate, o amazonense Ronys Torres (23-4) tentará a décima vitória consecutiva diante do francês Ferrid Kheder (18-8). “Lutar na minha terra, diante do meu público, é sempre uma motivação a mais. Estou pronto”, diz Ronys. 

 As belas da placa
O AFC apresentará também ring-girls glamourosas. Aryane Steinkkopf, do Pânico na TV, está entusiasmada de se apresentar aos fãs locais. “Estou ansiosa para conhecer meus fãs de Manaus. Já participei de alguns eventos de MMA, como o WFE Platinum, em Salvador, e no The Predator, no Rio. Foi ótimo. Não será diferente com o AFC”, diz. A paraguaia Larissa Riquelme dividirá a atenção do público no octógono do AFC com a panicat.

Vai rolar cinturão
Organizado pela M1 Eventos, o AFC consolidou o card de lutas essa semana, depois de muita pesquisa. “Buscamos lutadores que estão entre os tops do mundo do MMA, aqueles que não têm contrato de exclusividade com outros eventos. A gente espera que o público goste, a exemplo do que aconteceu com a primeira edição, que lotou a ginásio e viu grandes lutas”, explica o diretor-executivo da M1, Marcelo Alex Nunes.

Machmaker do evento, Rodolfo Santana, responsável pelo “casamento” dos combates, disse que a escolha deu um certo trabalho em razão do nível de exigência dos lutadores. “São alguns dos tops de várias categorias, que já têm nome. São celebridades do MMA. Então a gente procurou cumprir o que eles pedem. Muitos exigem chegar uma semana antes do evento para fazer a adaptação ao clima”, afirma Santana.

A partir desta segunda edição, os organizadores do AFC já pensam em lançar a disputa de cinturão de várias categorias, com premiação atrativa.

“É uma forma de incentivar ainda mais os lutadores e criar um clima de disputa par o evento. Embora esteja ainda na segunda edição, o AFC já se tornou conhecido no mundo do MMA pelo nível de organização e de seriedade. O próprio Murilo aceitou de pronto a proposta de lutar no evento”, complementa Santana, conhecido como Daninha White.