Publicidade
Esportes
Craque

Exame de graduação de Boxe Tailandês acontecerá no domingo, em Manaus

Na ocasião, 13 academias e quatro professores estarão presentes no evento, dentre eles o primeiro mestre de Muay Thai do Norte, Moisés Farias de Souza, que começou a praticar a modalidade há 24 anos e será homenageado pela entidade 10/10/2012 às 09:00
Show 1
Primeiro mestre de muay thai do Estado, Moisés Farias recebe homenagem neste domingo
Nathália Silveira Manaus

A Federação Amazonense de Boxe Tailandês (Fabt) realiza anualmente dois exames de graduação para os lutadores da modalidade. A primeira, este ano, foi em julho e a segunda será neste domingo, no Ginásio René Monteiro (Av. Constantino Nery, Zona Centro-Oeste) a partir das 9h, com a participação de 200 atletas. Na ocasião, 13 academias e quatro professores estarão presentes no evento, dentre eles o primeiro mestre de Muay Thai do Norte, Moisés Farias de Souza, que começou a praticar a modalidade há 24 anos e será homenageado pela entidade.

“O que vamos fazer ainda é pouco à frente do que o Moisés já contribuiu para o esporte. Inclusive, alguns meninos receberão a troca de graduação das mãos do mestre, o que é motivo de muita alegria para qualquer atleta”, disse o presidente da Fabt, Rômulo Bonates.

Moisés Farias começou praticar Muay Thai em 1988 com o professor Valdenor de Freitas, que é considerado o segundo mestre mais antigo do Estado. Apesar de Valdenor ter começado a dar aulas de arte marcial em 1987, não poderia ser considerado o primeiro mestre por não ter praticado a modalidade por mais de 20 anos ininterruptos, como fez Moisés. O lutador também foi o primeiro amazonense a conseguir a graduação preta em 1994.

Popular
 “Nunca me afastei da modalidade. Até hoje, com 43 anos de idade, ainda ensino muita gente a lutar. Mas devo muito ao Valdenor, que me apresentou muito do que sei hoje”, comentou o amazonense, orgulhoso ao contar que mais de mil alunos já “passaram por suas mãos”.

Com 43 anos de idade, Moisés  afirma que o esporte vive sua melhor época. Com o  MMA (no português Artes Marciais Mistas) sendo disseminado por diversos eventos nacionais e internacionais, o número de praticantes mais que triplicou da década de 80 para os dias atuais e consagrou lutadores como Beto Ninja, que é  amazonense e  detentor de 26 lutas, sendo quatro derrotas.

“Considero o Beto como o melhor lutador de muay thai todos os tempos. Ele tem características incríveis e até hoje treina comigo”, comemora o homenageado do evento de domingo.