Publicidade
Esportes
Craque

Fabrício chama Federações para reunião e apresenta calendário de eventos esportivos

Titular da pasta da Semdej, Fabrício Lima, irá reunir amanhã com presidente das federações para fechar o calendário esportivo 2013. Na lista, já estão confirmados 15 novos eventos 08/01/2013 às 16:44
Show 1
Federação de Basquete participa de reunião na Sendej
Acritica.com Manaus (AM)

Uma média de 30 federações amazonenses esportivas estarão reunidas amanhã (9), a partir das 10h, no Clube do Trabalhador do Sesi (Avenida Cosme Ferreira, 7399, São José I) para discutir sobre possíveis eventos e ações que farão parte do calendário anual da Secretaria Municipal de Desporto e Lazer (Semdej).

De acordo com o titular da pasta, Fabrício Lima, esta será a chance das entidades fecharem parceria com a Secretaria para o cronograma esportivo de 2013.

Ainda segundo Lima, fora as tradicionais atividades, 15 novos eventos já estão confirmados para este ano, como a Copa dos Bairros de Vôlei, o Desafio Internacional de Xadrez Brasil/Peru/Bolívia/Equador, o Desafio Internacional de Basquete, Copa Cidade de Manaus de Badminton, entre outros.

“Estamos tentando diversificar nossos eventos com o maior número de modalidades possíveis, tantos olímpicas, como não olímpicas. Por isso, convocamos todas as federações do estado para uma reunião onde vamos ouvir opiniões e propostas para fechar nosso calendário e com isso poderemos apresentá-lo ainda esta semana”, afirmou o Secretário.

Para o presidente da Federação Amazonense de Badminton, Jeferson Oliveira, a Copa Cidade de Manaus de Badminton é uma conquista para a cidade de Manaus, já que o esporte passará a ser mais visado com o evento.

“Nós vamos abrir o calendário esportivo da Federação com a Copa, que acontecerá em maio. Por isso, temos  certeza que já começamos bem o ano, pois esta competição será um salto para o esporte. A Copa terá três etapas ao longo de 2013, sendo a primeira realizada na Academia de Tênis (Ponta Negra) com categoria aberta, de 11 anos a adulto”, explicou Oliveira.