Publicidade
Esportes
Craque

Fast Clube tropeça no Holanda e fica no empate de 2 a 2, no SESI

Fast e Holanda fizeram a decisão do Campeonato Amazonense de 2008, com a Laranja – então estreante na primeira divisão – ficando com o título. 21/03/2012 às 23:38
Show 1
Fast e Holanda empataram pelo Campeonato Amazonense 2012
Carlos Eduardo Souza Manaus (AM)

Fast Clube e Holanda empataram em 2 a 2, na noite desta quarta-feira, pela primeira rodada do segundo turno do Campeonato Amazonense 2012. O resultado não foi bom para o Fast, que sonhava com umaboa apresentação logo na primeira partida.

O Fast deu a saída e logo mostrou disposição, conseguindo o primeiro escanteio com menos de dois minutos de jogo. O Holanda buscou o toque de bola, sempre sob os gritos do técnico estreante Sérgio Duarte. Aos cinco minutos, Alberto foi ao fundo, iludiu a marcação e cruzou para o atacante BA marcar um belo gol de cabeça.

Foi o primeiro gol marcado pelo jogador baiano com a camisa tricolor. A torcida fastiana nem teve tempo para comemorar, dois minutos depois, numa falta bem cobrada pelo lado direito, o goleiro Naylson falhou e o zagueiro Dedimar só teve o trabalho de mandar a bola para o fundo das redes, 1 a 1.

O empate desestabilizou a equipe do Rolo Compressor, que abandonou as boas investidas do lateral-esquerdo Alberto e passou a explorar o lado direito com Catatau. Em duas roubadas de bola no meio de campo, o Holanda quase conseguiu a virada. O nervosismo fastiano rendeu um cartão amarelo para o meia Michel, após uma falta mais dura. A estratégia do Holanda era clara, se fechar atrás e sair no contra-ataque com os lançamentos de Weverton e a velocidade de Juninho.

Numa destas investidas, o garoto Weverton pegou a bola no meio de campo, aproveitou a defesa do Fast desarrumada e só parou quando foi derrubado próximo a linha da grande área. Para desespero da torcida do Laranja e do técnico Sérgio Duarte, o árbitro deu simulação do meia do Holanda e lhe aplicou cartão amarelo.

Neste momento, apenas a torcida fastiana levava vantagem sobre o rival. Em campo, o domínio vestia laranja. A boa marcação imposta pelo time do técnico Sérgio Duarte limitou o Fast a depender dos “chuveirinhos” na área. Aos 32 minutos, o lateral-direito Willian foi substituído pelo atacante Germano.

O Holanda saía do esquema 3-5-2 para o 3-4-2-1. Sete minutos depois, o técnico Paulo Morgado retirou o atacante BA para a entrada de Nando. Aos 41 minutos, o meia Michel acertou um belo chute de fora da área para Alex fazer uma grande defesa evitando o gol fastiano.

Aos 43, o atacante Germano deixou a defesa para trás, invadiu a área as chutou em cima do goleiro Naylson. Um minuto depois, Naylson decidiu dar um presente para o melhor jogador em campo, Weverton. E o baixinho – de 1,63m não desperdiçou e só teve o trabalho de empurrar a bola para o fundo das redes.

Nos acréscimos, ainda deu tempo para o meia Michel cobrar uma falta da entrada da área para grande defesa de Alex.

2º Tempo

Os dois times voltaram sem modificações. Logo no primeiro minuto, Nando perdeu um gol feito ao cabecear livre para fora da meta de Alex. Aos seis minutos, o técnico português Paulo Morgado decidiu atender ao pedido da torcida e colocou o atacante Lacraia, ficando com três atacantes. Mudança no Rolo, mudança na Laranja. Jhony substituiu Carlos. 

Aos 12 minutos, o goleiro Naylson se redimiu da falha no segundo gol do Holanda ao derrubar Weverton, que recebeu, livre, um lançamento feito do campo de sua defesa. Naylson recebeu cartão amarelo. Aos 17, o atacante Lacraia decidiu resolver sozinho e conseguiu. Numa bela jogada individual, ele cortou seu marcador e arriscou de longe para empatar a partida.

O gol esfriou o ímpeto do Holanda, que se desorganizou em campo. S[o dava Fast, ou melhor, só dava Lacraia. Aos 26, Alex salvou gol certo nos pés de Joyner. Pouco depois, Morgado tirou Dinamite para a entrada de Souza. Sérgio Duarte não perdeu tempo e colocou Cristóvão no lugar de Rafael Merizzi. Aos 40, Naylson fez uma grande defesa após uma bela cobrança de falta de Léo. Ainda deu tempo de Dedimar e Fábio Gomes serem expulsos de campo e Germano perder um gol feito nos acréscimos.

Na segunda rodada, o Fast recebe o Penarol, enquanto o Holanda vai a Manacapuru enfrentar o Operário.

 FICHA TÉCNICA

Fast x Holanda

Fast: Naylson; Catatau, João Gomes, Fábio Gomes e Alberto; Palheta (Lacraia), Emerson, Michel e Dinamite (Souza); Joyner e B.A (Nando).

Téc.: Paulo Morgado

Holanda: Alex; Willian (Germano), Dedimar e Rafael Merizzi (Cristóvão); Moisés, Gelson Mansur, Drawlid e Léo; Weverton e Carlos (Jhony).

Téc.: Sérgio Duarte

Árbitro: Francisney Oliveira da Silva

Assistentes: Anne Kesy Gomes de Sá e Ivo Fernando da Costa de Souza.

Gols:BA, aos 5, Dedimar, aos 7 e Weverton, aos 42 do 1º tempo; Lacraia, aos 17.

Cartões amarelos: Michel (F), Dinamite (F), Nalson (A), Weverton (H), Rafael Merizzi (A)

Cartões Vermelhos: Dedimar (H) e Fábio Gomes (F).