Publicidade
Esportes
Craque

Feriado de Corpus Christi pode adiar Série D em mais 15 dias

Ações do Treze da Paraiba e Brasil de Pelotas na Justiça Comum fez o STJD adiar as Séries C e D do Brasileiro por tempo indeterminado 01/06/2012 às 17:47
Show 1
Ronaldo Sperry trabalha enquanto espera o início da Série D
Carlos Eduardo Souza Manaus (AM)

O Penarol deve fica pelo menos mais uma semana sem estrear na Série D do Campeonato Brasileiro.  Isso porque o departamento jurídico da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) não conseguiu cassar as liminares na Justiça Comum, que beneficia o treze da Paraíba (PB) e Brasil de Pelotas (RS). As duas equipes brigam por vagas na Série C do Campeonato Brasileiro. O imbróglio jurídico ainda envolve o Santo André (SP), Araguaína (TO) e Rio Branco (AC).

Como na próxima semana tem um feriado religioso na quinta-feira, o expediente na CBF vai até quarta-feira, com isso, são três dias para a CBF trabalhar junto à Justiça e tentar derrubar as liminares. Os clubes só voltariam às atividades se a CBF resolver tudo no âmbito jurídico até a segunda-feira, porque a CBF terá apenas os dias antes do feriado para autorizar o pagamento das despesas com passagens, além do sorteio dos árbitros para os jogos.

O Penarol vai estrear contra o Atlético Acreano em Itacoatiara. No outro jogo do grupo A1 o Remo vai à Vilhena (RO), onde enfrentará o VEC (RO). O Náutico (RR) folga na primeira rodada.

Toda a confusão ganhou mais uma capítulo nesta quinta-feira. O Tribunal de Justiça da Paraíba indeferiu o pedido da CBF, que tentava nos bastidores cassar a liminar que colocava o Treze-PB na Série C do Brasileiro. Brasil-RS, Santo André-SP, Araguaína-TO e Rio Branco-AC seguem na briga pela vaga na terceirona do nacional. Enquanto isso, as contas continuam chegando e alguns clubes já pensam em desistir das competições, com recursos financeiros limitados.

Nesta sexta-feira, o presidente do Campinense, William Simões, reiterou o desejo de entrar na Justiça contra os clubes que estão emperrando o inicio da competição, para que eles indenizem os que estão fora da briga. O mandatário irá convocar Santa Cruz, Fortaleza e Sousa para que eles também acionem a mesma ação.

Na Série D, o primeiro a anunciar a possível desistência foi o Metropolitano-SC. Com recursos financeiros esgotados, o clube pretende desistir da competição caso o problema não seja resolvido nos próximos dias. Na mesma situação, o Guarany-MG, que já cansou de se preparar para a Série C, pretende desistir caso a competição não comece até o próximo dia 10.