Publicidade
Esportes
Craque

Fernando Romboli é o campeão do Heineken Open de tênis, em Manaus

O tenista paulista, de 23 anos conseguiu derrotar o conterrâneo João Pedro Sorgi, por dois sets a zero (6/3, 6/4), em partida de quase duas horas 21/05/2012 às 10:46
Show 1
Fernando Romboli, único cabeça de chave a chegar nas finais, fica com o título do Open ao bater Pedro Sorgi por 2 sets a zero
Nathália Silveira Manaus

Após uma semana de disputas na capital do Amazonas, o Heineken Open de Tênis (Torneio profissional da série Future) teve como grande vencedor o paulista Fernando Romboli, número 352 do mundo e único dos oito cabeças de chave a chegar a final da competição. O tenista de 23 anos conseguiu derrotar o conterrâneo João Pedro Sorgi, por dois sets a zero (6/3, 6/4), em partida de quase duas horas, realizada na manhã de sábado, na Academia de Tênis, Zona Oeste de Manaus.

Com a vitória, Fernando ganhou 27 pontos no ranking da Associação de Tênis Profissional (ATP) e disse que seu foco é subir ainda mais, para chegar na lista dos melhores do mundo. “Meu melhor ranking já foi 240, hoje em dia meu objetivo é terminar o ano abaixo dos 200. Estou lutando por isso e essa vitória vai com certeza dar uma boa ajuda para isso”, disse o tenista, ao considerar este Open como um dos mais difíceis de sua carreira. “Já ganhei de oito a dez Futures, mas este foi um dos torneios mais duros que eu já participei. Vários cabeça de chaves caíram no início e para mim não foi surpresa ter enfrentar Sorgi, sabia que era um adversário  forte”, disse ele.

Satisfeito com a conquista, Romboli ainda comemorou o carinho da torcida, como a da pequena Ana Csasznick, 12, quecorreu após a partida para pedir um autógrafo do tenista. “Pedi para ele autografar minha bola, vou guardá-la para sempre e tenho certeza que ela vai dar sorte nas minhas competições”, afirmou a menina.

O diretor do Future, Ênio Moreira elogiou a competição e afirmou que dentre os 45 torneios realizados em todo Brasil, Manaus está  entre as seis cidades sedes mais receptivas  do País. “Esse torneio foi muito importante. Em relação ao ano passado, tivemos um aumento do nível técnico, onde trouxemos 16 dos 20 melhores tenistas brasileiros que disputam o torneio profissional. A cidade sabe receber as pessoas e aqui tem uma estrutura maravilhosa, quanto a quadra, comodidade. Sabe receber grandes eventos”, elogiou Moreira.

Com a  final do Open Future, uma novidade foi anunciada: a partir de hoje, a Federação Amazonense de Tênis (FAT) será presidida por um novo titular. Após três anos frente a entidade, Nílson de Paula anunciou que passará o bastão para Regis Gontijo. “O ciclo encerrou”, disse Nílson.

Nílson de Paula - ex-presidente da FAT

1 Nílson, após três anos frente a FAT, porque deixar a entidade?
Porque venceu o ciclo. Ainda poderia ter mais uma eleição, mas acho que qualquer dirigente tem que renovar, não pode ficar sempre na mesma mão. Com a FAT entrega a outros, a Federação tomará um novo gás, com novos projetos e propostas.

2 Quem será o novo comandante da FAT e a partir de quando ele presidirá?
O novo presidente é um cara muito querido dos tenistas, que é o Régis Gontijo e que entende do esporte. Tanto é, que ele é o dono da Academia de Tênis. Ele (Régis) já vai assumir a partir de segunda-feira (21).

3 Como você avalia esse tempo que ficou na FAT, e você já tem outros projetos?
Eu fiquei bem feliz com tudo que eu fiz e consegui fazer tudo aquilo que estava dentro das possibilidades. O que não consegui fazer foi a quadra de tênis popular, mas como sou um esperançoso, acredito que ainda vou realizar esse sonho. Agora vou ser conselheiro da Confederação Brasileira de Tênis (CBT) e tentar fazer muito mais.