Publicidade
Esportes
Craque

Festa, definições e um triste rebaixamento

A 36ª rodada do Campeonato Brasileiro foi aquela que coroou de vez o Fluminense campeão, que definiu o São Paulo como quarto representante nacional na próxima Copa Libertadores e que viu o Palmeiras ser rebaixado pela segunda vez em sua história 19/11/2012 às 10:14
Show 1
Jogadores do Fluminense comemoram o título
FIFA.com ---

Foi um domingo de festa, alívio e muito choro para algumas da principais torcidas do país. Afinal a 36ª rodada do Campeonato Brasileiro foi aquela que coroou de vez o Fluminense campeão, que definiu o São Paulo como quarto representante nacional na próxima Copa Libertadores e que viu o Palmeiras ser rebaixado pela segunda vez em sua história.

A queda, que se tornou praticamente inevitável com os tropeços das últimas rodadas, se consolidou neste domingo – e veio com ares de crueldade para o torcedor. Primeiro, a própria equipe sofreu, saindo na frente contra o Flamengo e sofrendo o empate no último lance, em um chute de Vagner Love – ex-jogador palmeirense – que desviou na zaga e encobriu Bruno.

O empate – combinado com a vitória do Bahia sobre a Ponte Preta (1 a 0) – praticamente encerrava as chances alviverdes, mas restava uma última esperança: torcer pela derrota da Portuguesa contra o Grêmio mais tarde, o que acabou não acontecendo. A Lusa ainda saiu na frente em 2 a 0, mas permitiu o empate, em resultado que consolidou a derrocada palmeirense.

O maior campeão nacional revivia seu pior pesadelo dez anos e um dia após o primeiro rebaixamento, em 2002. E isso tudo em um ano que tinha tudo para ser positivo, para ficar marcado pelo título da Copa do Brasil, mas que terminou em pura desilusão.

Derrota, e daí?
Não muito longe da tristeza palmeirense, a torcida do Fluminense preparou uma grande festa para comemorar o tetracampeonato obtido na última rodada. Mais de 35 mil pagantes estiveram no Engenhão e pouco se importaram com a fraca atuação da equipe na derrota por 2 a 0 para o Cruzeiro. O que valia mesmo era esperar pelo apito final e pela chegada da taça, a verdadeira, liberada pela CBF para que os heróis do tetra pudessem a erguer.

Fred, Thiago Neves e outros jogadores aproveitaram a ocasião para apresentar penteados e estilos diferentes. O artilheiro do campeonato deixou o bigode crescer e era um dos mais animados na volta olímpica. “O sorriso é enorme por ver essa torcida comemorar. A campanha do Brasileiro foi incontestável”, destacou o autor de 19 gols.

Recorde e estreia
No Morumbi, o público foi ainda maior: 62 mil pessoas, recorde do campeonato, e que também ele teve diversos motivos para comemorar. O primeiro foi a confirmação da vaga para a Copa Libertadores de 2013: ela veio com a vitória por 2 a 1 de virada sobre o Náutico, que levou o time a 62 pontos, sem chances de ser ultrapassado por outros rivais.

A outra foi a estreia de Paulo Henrique Ganso, a maior contratação da equipe no ano. Recuperado de lesão, o ex-jogador do Santos entrou no segundo tempo e tentou se movimentar ao máximo, mas pouco contribuiu no resultado. Ainda assim, a festa ficou completa graças aos gols de Luís Fabiano e de Rogério Ceni, de pênalti.

Apenas uma indefinição
Campeão, três outros representantes na Libertadores e três times rebaixados. Está praticamente tudo definido no Brasileirão, mas resta saber quem se juntará a Palmeiras, Figueirense e Atlético Goianiense na segunda divisão de 2013. A luta segue enorme. O Bahia deu um grande passo para escapar ao vencer a Ponte e chegar a 43 pontos, mas a Portuguesa segue ameaçadíssima após o empate com o Grêmio e a vitória do Sport sobre o Botafogo por 2 a 0, que deixou o time pernambucano com 40 pontos, um a menos que os paulistas.

E o que mais?
O técnico Tite não podia estar mais satisfeito com a preparação do Corinthians antes da Copa do Mundo de Clubes da FIFA. A equipe voltou a jogar com seus titulares e, mesmo fora de casa, derrotou o Internacional por 2 a 0, com gols de Paolo Guerrero e Edenílson. Já o Atlético-MG, sem muitos objetivos, empatou com o rebaixado Atlético-GO em 2 a 2 com um gol de Ronaldinho no fim.