Publicidade
Esportes
Craque

Fla e Vasco fazem nesta quinta o clássico dos milhões no showbol, em Manaus

A partir das 20h, a Arena Amadeu Teixeira recebe uma versão “inédita” do confronto que costuma movimentar mais de 70 milhões de corações espalhados pelo Brasil 19/04/2012 às 07:49
Show 1
Vasco fez o dever de casa na quarta-feira no Showbol
Adan Garantizado Manaus

Manaus já recebeu o “clássico dos milhões” entre Flamengo e Vasco em diversos “pisos”. Desde o mais tradicional deles, o campo, como também na areia (seja no futevôlei ou no beach soccer). Nesta quinta-feira (19), a partir das 20h, a Arena Amadeu Teixeira recebe uma versão “inédita” do confronto que costuma movimentar mais de 70 milhões de corações espalhados pelo Brasil.

O Rubro-Negro carioca e o Gigante da Colina se enfrentam na grama sintética e na quadra do showbol, em jogo válido pela última rodada da fase classificatória do torneio Rio-Manaus, que acontece desde terça-feira.

As duas equipes já garantiram classificação antecipada para as semifinais da competição. E quem “pagou o pato” por isso foi o Nacional. O Leão da Vila Municipal levou 24 gols da dupla. Na terça, o Mengo encheu a sacola do Naça, fazendo 12 a 3. Ontem à noite, foi a vez do Vasco “copiar” o rival massacrar a equipe amazonense, goleando por 12 a 5 (ver box).

Os ingressos para o jogão de bola estão sendo vendidos na Arena Amadeu Teixeira a e nas lojas Gigante da Colina e Raça Fla, ambas na avenida Djalma Batista, Chapada. O valor é R$ 10 e as torcidas prometem fazer um grande show nas arquibancadas. A segurança de quem for ao jogo também está garantida. As torcidas são separadas e a Polícia Militar escoltará ambas.

“Fizemos um evento para que famílias possam vir acompanhar os jogos e torcer em paz”, garantiu o diretor da M1 Eventos, Marcelo Alex Nunes.

Matadores
Dentro de quadra, dois experientes matadores, que já fizeram a alegria de flamenguistas e vascaínos na época em que jogavam nos campos, prometem “monopolizar” os holofotes. Autor de sete gols no jogo contra o Nacional, o atacante Djalminha é a principal esperança dos Rubro-Negros. Além dele, o ex-lateral Athirson divide a função de ser a referência do urubu. Do lado cruzmaltino, a estrela é o folclórico centroavante Viola. Mantendo a mesma irreverência dos tempos de futebol, o jogador anotou dois gols na competição. O zagueiro Odvan, os meias Pimentel e Leandro Ávila e o atacante Sorato completam a constelação vascaína.