Publicidade
Esportes
Craque

Fla faz sua parte, fica perto de milagre, mas cai na 1ª fase da Libertadores

O jogo começou em ritmo lento e com muitos erros de passe, principalmente pelo lado do Flamengo. Empurrado pela torcida, o Rubro-Negro conseguiu levar perigo pela primeira vez aos 10min 12/04/2012 às 21:12
Show 1
Flamengo está fora da Libertadores
Pedro Ivo Almeida/UOL Rio de Janeiro

O Flamengo tinha apenas 6% de chances de classificação na Copa Libertadores - precisava vencer e contar com um empate entre Olimpia-PAR e Emelec-EQU. E, por alguns momentos nesta noite de quinta-feira, se aproximou do 'milagre'. A equipe rubro-negra fez sua parte ao superar o Lanús por 3 a 0, no Engenhão. E após o apito final, os jogadores esperavam o resultado da partida do Paraguai no gramado. Os donos da casa chegaram a fazer 2 a 2, mas os equatorianos sacramentaram os 3 a 2 com gol no último minuto e confirmaram o adeus precoce do time carioca.

O jogo começou em ritmo lento e com muitos erros de passe, principalmente pelo lado do Flamengo. Empurrado pela torcida, o Rubro-Negro conseguiu levar perigo pela primeira vez aos 10min. Ronaldinho Gaúcho deu bom passe na área para Vagner Love, que, de canhota, bateu à esquerda do goleiro Marchesín.

Como estava difícil de entrar na defesa argentina, o jeito era apelar para as bolas paradas. E foi assim que o primeiro gol carioca saiu. Aos 18min, Bottinelli cobrou escanteio cheio de efeito e o criticado Welinton enfiou a cabeça na bola para abrir o placar. Após balançar a rede, os comandados de Joel Santana deram a já conhecida recuada e levaram dois sustos de fora da área: Pizarro e Valeri mandaram de longe e quase marcaram.

Mas o Flamengo logo retomou as rédeas e ampliou a contagem aos 41min. Ronaldinho Gaúcho fez boa jogada, driblou dois e rolou para Deivid, que bateu cruzado e correu para o abraço: 2 a 0. A comemoração, no entanto, durou pouco, já que, logo depois, o Olimpia havia aberto o placar contra o Emelec, resultado que desclassificaria os rubro-negros.

Veio o segundo tempo e o Rubro-Negro manteve o ritmo. Inspirado, Ronaldinho relembrou os velhos tempos, passou por dois novamente e rolou para Luiz Antonio, de primeira, fazer o terceiro, logo aos 5min. 

A partir daí, com a vitória construída, a ansiedade tomou conta dos donos da casa, que a todo instante queriam saber quanto estava o jogo em Assunção. Quando o Emelec empatou, Joel Santana fez sinal com as mãos dizendo que estava 1 a 1 para Ronaldinho, que repassou o recado aos companheiros. E o jogo no Engenhão perdeu mesmo a graça.

Enquanto Deivid perdia uma boa chance, o Emelec garantia a vitória sobre o Olimpia por 2 a 1. Os rubro-negros, no entanto, permaneceram em campo para aguardar o resultado final no Paraguai. Os donos da casa ainda chegaram ao 2 a 2 para a explosão do Engenhão. Mas a alegria durou apenas um minuto. O Emelec fez o terceiro gol aos 47min do segundo tempo, garantiu a vitória e a vaga nas oitavas de final. E o Flamengo amarga a eliminação na primeira fase da Libertadores.