Publicidade
Esportes
Duelo Rio x São Paulo

Flamengo e Rio Preto avançam e fazem a final do Brasileirão Feminino

Atual campeã, as meninas do Rio Preto passaram pelo São José, enquanto as rubro-negras venceram a Ferroviária 12/05/2016 às 12:00 - Atualizado em 12/05/2016 às 12:03
Show 20160511205215 0
Flamengo decide o título do Brasileirão Feminino diante do Rio Preto (Fotos: Allsports)
ACritica.com* Manaus (AM)

Decidindo a vaga em seus domínios, Flamengo e Rio Preto venceram, nesta quarta-feira (11), Ferroviária e São José, respectivamente, e estão na final do Brasileiro Feminino 2016. No Rio de Janeiro, as rubro-negras garantiram a classificação inédita, após a vitória de 1 a 0. Também pelo mesmo placar, a atual campeã levou a melhor no clássico paulista, no Estádio Anísio Haddad, e vai em busca do bicampeonato.

Apesar da vantagem do empate sem gols, devido ao gol marcado fora de casa, em São José, no empate em 1 a 1, foi o Rio Preto que chegou mais perto de balançar as redes durante a primeira etapa do duelo de volta da semifinal, no estádio Anísio Haddad. A superioridade, porém, não foi suficiente e as mandantes esbarram no travessão e nas boas intervenções da goleira Daiane.

O São José, por sua vez, levou perigo aos 34 minutos, em cobrança de falta, mas Luciana se esticou toda e manteve o marcador inalterado. Na segunda etapa, a persistência do Rio Preto foi recompensada. Aos 18 minutos, a artilheira Milene aproveitou cruzamento na área e com categoria fez 1 a 0.

O São José teve a chance de responder logo em seguida, mas Gabi Portilho escorregou na hora da conclusão e finalizou para fora. As joseenses ainda acertaram a trave, aos 38 minutos, mas não conseguiram evitar a derrota. Atual campeã, o Rio Preto tentará o bicampeonato contra o Flamengo.

Flamengo na final

Precisando da vitória simples (1 a 0) para alcançar a primeira final do Brasileiro Feminino de sua história, o Flamengo começou pressionando a Ferroviária, no Estádio Antunes. Jogando fora de seus domínios, no Rio de Janeiro, as visitantes seguraram a pressão inicial e subiram de produção, equilibrando as ações ofensivas. Sem sucesso nas finalizações, as duas equipes foram para o intervalo empatadas em 0 a 0.

A estratégia rubro-negra de abafar as adversárias nos minutos iniciais deu certo na segunda etapa e Larissa abriu o placar, aos 9 minutos. Foi o sétimo gol da atacante na competição. Para não deixar a vaga escapar, a Ferroviária foi em busca do seu gol, mas esbarrou na forte marcação e se despediu da competição nacional.

Apesar da derrota por 2 a 1 no jogo de ida, em Araraquara, a equipe carioca alcançou a inédita vaga na final, devido ao gol qualificado marcado fora de casa.