Publicidade
Esportes
Craque

Forlán brilha e Inter vence Vasco de virada no Rio

Na etapa final, o Colorado jogou com qualidade e garantiu o resultado diante do adversário direto na tabela que o mantém na luta por uma vaga na Libertadores 24/10/2012 às 21:35
Show 1
Forlán foi decisivo e garantiu a importante vitória fora de casa
Site Oficial Internacional ---

O Internacional venceu o Vasco da Gama por 2 a 1 na noite desta quarta-feira, no São Januário, em partida válida pela 32ª rodada do Brasileirão. Os cariocas saíram na frente, mas Forlán marcou dois gols ainda no primeiro tempo e virou o placar no Rio de Janeiro. Na etapa final, o Colorado jogou com qualidade e garantiu o resultado diante do adversário direto na tabela que o mantém na luta por uma vaga na Libertadores – no momento é o sexto colocado, com 48 pontos, e está a sete de distância do G4.

Depois de atuar com vários desfalques nas últimas rodadas, o Inter ganhou reforços para o confronto na capital carioca. Ainda que Leandro Damião, lesionado, tenha ficado de fora, o time teve os retornos de Kleber e D'Alessandro, que reassumiram a titularidade. Diego Forlán, que estava a serviço da Seleção Uruguaia, e Nei, suspenso no jogo anterior, também atuaram desde o início no São Januário.


Com o apoio da sua torcida, o Vasco da Gama lançou-se ao ataque já no primeiro movimento da partida. Aos 40seg, Wendel fez jogada individual pela esquerda, foi à linha de fundo e cruzou para o chute de Fellipe Bastos. Atento, Muriel espalmou para escanteio. O Colorado não deixou por menos e respondeu com boas investidas nos lances seguintes. Aos 3min, Forlán invadiu a área pela direita e chutou prensado com a defesa. Um minuto mais tarde, Nei soltou uma pancada de longe e a bola explodiu no travessão. O detalhe é que o goleiro Fernando Prass encostou providencialmente na bola, evitando o gol colorado.


O Vasco era perigoso nas suas subidas ao ataque. Aos 7min, Juninho Pernambucano tentou na cobrança de falta, mas Muriel defendeu sem problemas. Aos 15min, Pernambucano criou nova chance, em chute frontal que Muriel defendeu espetacularmente. No rebote, Eder Luis chutou forte e exigiu outra intervenção do goleiro colorado. A pressão era grande, e aos 21min, Jonas recebeu no interior da área, fez o giro e chutou no canto direito para fazer 1 a 0.


Já aos 26min, o Inter esteve perto de igualar o marcador. Dedé falhou na zaga e a bola sobrou para Forlán, que chutou de primeira para a defesa salvadora de Prass. Dagoberto ainda tentou aproveitar o rebote, mas o chute cruzado saiu pela linha de fundo. Aos 33min, D'Alessandro fez lançamento genial com o pé canhoto para Forlán, que chutou novamente de primeira, mas desta vez sem chance para o goleiro vascaíno. A bola entrou no cantinho esquerdo, neste que foi o quarto gol do atacante uruguaio com a camisa do Campeão de Tudo.


Aos 37min, Nei fez cruzamento rasteiro buscando Dagoberto no interior da pequena área, mas o atacante errou em bola na hora da finalização.A bola parada do Vasco era sempre perigosa. Aos 40min, Juninho Pernambucano alçou na área em cobrança de falta e Dedé cabeceou ao lado direito do gol. Aos 42min, Nilton encarou a marcação de Juan e chutou rente à trave esquerda.


Em lance praticamente idêntico ao do primeiro gol, o Inter chegou à virada, aos 44min: D'Alessandro acionou Forlán com mais um passe cirúrgico e o uruguaio, já dentro da área, concluiu com qualidade para marcar o seu segundo gol. A bola passou entre as pernas de Prass. O Inter virada o placar no apagar das luzes da etapa inicial.


O Inter voltou para o segundo tempo com apetite ofensivo. Aos 2min, Kleber cruzou da esquerda, a bola percorreu toda a área e por pouco que Nei não conseguiu a conclusão em gol no segundo poste. Aos 4min, Fred tocou para Dagoberto, mas o passe foi muito forte e o goleiro Fernando Prass conseguiu a antecipação. Aos 7min, Dagoberto fez grande jogada, passou por Dedé com um drible espetacular e fez o cruzamento, mas Douglas conseguiu cortar para escanteio.


Com as linhas equilibradas em campo, o Colorado tinha o jogo sob controle. Marcava com eficiência e valorizava a posse de bola com boas trocas de passes. Aos 14min, após cobrança de falta de Dagoberto, D'Alessandro pegou o rebote na área e chutou para a defesa segura de Prass. Aos 18min, o meia argentino deixou Jonas para trás e fez grande passe para Fred, que ficou cara a cara com Prass.  O garoto chutou cruzado e  a bola raspou a trave esquerda. Quase o terceiro!


Os donos da casa ensaiaram pressão em três lances seguidos pelo alto, mas a zaga colorada colorada conseguiu cortar. Aos 25min, Cassiano entrou no lugar de Dagoberto. Aos 27min, Juninho Pernambucano cobrou falta do lado direito da área e a bola saiu sobre o travessão. Aos 33min, Rafael Moura entrou no lugar do goleador Forlán. Os cariocas chegaram com força aos 37min, em chute de Marlone que raspou o travessão.
A disposição apresentada pelos jogadores colorados era contagiante. Não tinha bola perdida. O time estava embuído na busca pela vitória. Aos 38min, Rafael Moura chutou por cima do gol. O Vasco ainda tentou chegar ao empate, mas a defesa se fechou bem e aguentou a pressão.
"Foi uma grande vitória contra um time qualificado. Agora temos que tentar encaixar uma sequência de bons resultados para seguir na briga pela Libertadores", disse Nei.

Ficha técnica:
Vasco da Gama (1): Fernando Prass; Jonas, Dedé (Renato Silva), Douglas e Wendel; Fellipe Bastos (Maicon Assis), Nilton, Juninho Pernambucano e Felipe (Marlone); Eder Luis e Carlos Alberto. Técnico: Marcelo Oliveira
 Internacional (2): Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Juan e Kleber; Ygor, Guiñazu, Fred (Josimar) e D'Alessandro; Forlán (Rafael Moura) e Dagoberto (Cassiano). Técnico: Fernandão.
Gols: Jonas (V), aos 21min do primeiro tempo, Forlán (I), aos 33min do primeiro tempo, Forlán (I), aos 44min do primeiro tempo.
Cartões amarelos: Ygor, Guiñazu (I);
 Arbitragem: Heber Roberto Lopes (PR), auxiliado por Carlos Berkenbrock (SC) e Fabiano da Silva Ramires (ES).
 Local: Estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).