Publicidade
Esportes
Craque

Gilson Kleina afirma: ‘Vamos levantar a cabeça e trabalhar’

O técnico chegou ao Palmeiras com a difícil missão de tirar o time alviverde da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, mas não conseguiu 19/11/2012 às 09:51
Show 1
Kleina: "O futebol chega a ser ingrato em alguns momentos"
Agência Palmeiras/ Thiago Kimori ---

No final do mês de setembro, o técnico Gilson Kleina chegou ao Palmeiras com a difícil missão de tirar o time alviverde da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Logo no início do trabalho dele frente ao Verdão, a equipe palmeirense teve um crescimento considerável na competição nacional. Porém, ao decorrer do campeonato, o comandante não conseguiu transformar as boas atuações em vitórias. Após a confirmação do rebaixamento para a Série B do Brasileiro, Kleina mostrou-se muito abatido com o fato, mas enalteceu os jogadores palestrinos.

“Você trabalha, cria, mas não é fácil. O futebol chega a ser ingrato em alguns momentos. Nós estamos trabalhando em cima do que a gente pensa. Estamos fazendo um trabalho árduo. Problemas tem de ser resolvidos, mas isso é internamente. Respeito muito os jogadores que aqui estão. Infelizmente, o time não conseguiu reagir no campeonato. Nós temos de lamentar o jogo contra o Fluminense. Hoje (domingo), nós neutralizamos o Flamengo, jogamos de igual para igual. Isso está muito mais no trabalho, todos tiveram oportunidades. O futebol tem tudo isso. Vamos levantar a cabeça e trabalhar”, disse Kleina, que lamentou os inúmeros problemas durante a campanha na competição nacional.

“São fatos. Primeiro, o número de lesões, que passa pelo calendário, mas passa também por planejamento. Segundo, a perda dos mandos (de campo). Comigo aqui, a gente só fez um jogo em casa. Uma hora você joga a 300 km, outra a 600 km. Você abdica da logística natural para viajar, corta a recuperação do atleta. Isso atrapalha demais”, falou o treinador – após punição imposta pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), o Palmeiras perdeu quatro mandos de campo e teve de atuar em Araraquara e Presidente Prudente, cidades localizadas no interior de São Paulo.

Neste domingo (18), contra o Flamengo, em Volta Redonda-RJ, o Verdão acabou sofrendo o empate nos últimos minutos da partida. Para o comandante alviverde, um resultado a favor da equipe palmeirense era o mais justo naquela tarde. “Eu estou com o sentimento mais tranquilo agora. Quando saí do campo, eu estava indignado. Pelo jogo que fizemos. Ninguém queria esse resultado. Foi injusto. Tivemos uma equipe desmantelada, mas que teve brio. Agora é enfrentar a realidade”, finalizou.