Publicidade
Esportes
HIPISMO

Grandes nomes do hipismo ministram clínica, em Manaus

Agora, os alunos poderão pôr em prática tudo o que aprenderam na competição Salta Manaus. 07/12/2017 às 14:20
Show cavalo capa
Cavaleiros e amazonas de diversos níveis puderam ter aulas com os experientes João Victor e Renato Ribeiro, no Clube Hípico Amazonense. (Foto: Evandro Seixas)
Jéssica Santos Manaus - AM

O amazonense João Victor Lima e o paulista Renato Ribeiro passaram suas experiências e conhecimentos, durante o Curso de Hipismo, realizado no Clube Hípico Amazonense, que iniciou na última segunda-feira e terminou ontem.  João Victor e Renato são cavaleiros com grande experiência em escolas brasileiras e internacionais, e, em Manaus, ministraram a clínica para alunos iniciantes, intermediários e avançados. Amanhã  acontece, ainda, a tradicional competição Salta Manaus para encerrar a semana de hipismo em Manaus.

 “Nós temos tentado passar um pouco da nossa experiência, um pouco do que nós aprendemos morando lá fora, para melhorar o cavalo e o cavaleiro daqui de Manaus”, destaca João Victor, que vive na Bélgica há cinco anos, e foi a principal revelação do Amazonas dos últimos anos no hipismo, e uma promessa para os próximos jogos olímpicos. 

João Victor está de férias em Manaus, e aproveitou o curso no Clube Hípico para contribuir com o esporte. “É sempre bom vir alguém de fora ajudar o hipismo a evoluir. Para os iniciantes, tentamos ensinar sobre a postura, a sela, sobre o posicionamento no cavalo. E, para o nível avançado, tentamos sempre melhorar cavalo e cavaleiro, ensinando a parte mais técnica do hipismo”, explica ele.

Renato Ribeiro é de Campinas (SP) e, assim como João Victor, foi morar na Europa para investir na carreira de atleta. Fez diversos cursos de instrutor, e veio a Manaus para também ministrar a clínica. “Curso é sempre muito bom porque é uma reciclagem de informação, é algo que tem que ser feito mesmo”, destaca ele.

  A ideia, segundo o instrutor e organizador do Curso de Hipismo, Miguel Segura, é continuar investindo na troca de conhecimentos e experiências entre cavaleiros e instrutores. “Já pensamos em fazer um intercâmbio no meio do ano também, aproveitando o Renato, que mora em São Paulo, então lá teremos toda a estrutura e, com isso, daremos sequência ao trabalho porque o hipismo amazonense possui suas referências, e temos conseguido revelar novos talentos, como a Lara Ozores, que foi vice-campeã recentemente no Campeonato Brasileiro no RJ”, afirma ele.

Aulas
Para quem ficou interessado em praticar hipismo, o Clube Hípico Amazonense recebe crianças a partir de um ano, e não há limite de idade para praticar a modalidade. A aula experimental é gratuita, e o clube disponibiliza o cavalo e o material para que o aluno inicie as aulas. As mensalidades custam a partir de 250 reais. Mais informações pelas páginas do Clube Hípico no Facebook e Instagram (CH.amazonense) e pelos telefones: 98154-0039 e 99501-9626. O Clube Hípico Amazonense fica na rua Jorge Baird, 349. N. S. das Graças (ao lado do Parque do idoso).

Salta Manaus está de volta

Cavaleiros e amazonas também terão uma ótima oportunidade de colocar em prática tudo o que aprenderam no Curso de Hipismo, na tradicional competição Salta Manaus, que será realizada na próxima sexta,  das 10h às 17h, no Manège Andrezza Nasser (km 7 da  BR-174). 

A Salta Manaus é a competição de hipismo mais tradicional da cidade, mas não acontecia desde 2013. Agora, ela retorna para dar nova vida ao hipismo do Amazonas.

“Voltei a me dedicar ao hipismo, a competir, inclusive, e dou aulas de equitação há 24 anos no Estado, então, o hipismo é uma coisa que eu amo. Ajudei a trazer o esporte para Manaus e fico feliz que a competição Salta Manaus venha fechar essa clínica de hipismo. Foi uma coincidência maravilhosa porque é bem o propósito do nosso evento. Eu sempre realizei o Salta Manaus para que ele trouxesse um aprendizado, então ele sempre vem acompanhado por uma clínica, uma palestra, e assim somamos e fazemos evoluir o esporte”, destaca a realizadora da competição, Andrezza Nasser.
Fundamental


Para os cavaleiros que ministraram a clínica de hipismo, João Victor e Renato Ribeiro, a realização de competições, como a ‘Salta Manaus’, são fundamentais para o progresso do esporte. “Passamos muito tempo parados, e sem competição, ninguém quer treinar, investir, ninguém quer fazer nada”, disse João Victor.

Renato pensa da mesma forma. “O que fomenta o esporte é a competição. Quando tem competição as pessoas vão assistir, participam, e se motivam”, disse.