Publicidade
Esportes
Craque

Joelhada de Anderson gera polêmica, mas UFC e Sonnen esclarecem golpe legal

A vitória por nocaute de Anderson Silva sobre Chael Sonnen no UFC 148, na madrugada deste domingo, foi arrasadora. No entanto, causou polêmica uma joelhada aplicada pelo brasileiro no rival caído. A impressão de que o golpe teria atingido o norte-americano no rosto gerou dúvidas quanto à sua legitimidade, mas o resultado foi ratificado pelo UFC e pelo próprio desafiante 08/07/2012 às 16:08
Show 1
Silva causa confusão durante a pesagem para a luta com Sonnen
Jorge Corrêa e Rafael Krieger/ UOL Las Vegas (EUA)

Pelas regras do MMA, é proibido atingir um adversário com uma joelhada no rosto se ele não estiver de pé. Mas as imagens mostram que o campeão dos médios acertou o corpo de Sonnen e o golpe, portanto, é legal.

“A joelhada foi legal. Assistimos, não tem porque falar de joelhada ilegal aqui”, disse Dana White, presidente do UFC.

O próprio Sonnen tratou de minimizar a polêmica. Em entrevista coletiva depois do combate, o norte-americano falou que, se há um culpado, é ele mesmo.

“Se foi legal ou ilegal, não importa. Não gosto mesmo dessas regras chatas. Vi o golpe chegando e isso é o que importa”, afirmou o lutador, derrotado no segundo round.

Anderson Silva e Chael Sonnen disputaram pela segunda vez o cinturão do peso médio do UFC. Na primeira, em agosto de 2010, o norte-americano castigou o brasileiro durante quatro assaltos, mas foi finalizado com um triângulo no último.

Na revanche, Sonnen foi melhor no primeiro round, mas viu o combate ir pelos ares ao errar um golpe, se desequilibrar e ser atingido na sequência pela joelhada de Anderson. A partir daí, o brasileiro teve pouco trabalho para nocautear o adversário.