Publicidade
Esportes
Craque

Jogadoras de Iranduba encaram baianas para chegar às semifinais da Copa Brasil

A equipe feminina do Iranduba E.C. pode dar um passo histórico na noite deste sábado (28), e provar que as mulheres do Amazonas também sabem jogar futebol 28/04/2012 às 11:47
Show 1
Iranduba vai encarar um dos times mais fortes do Brasil
Adan Garantizado Manaus

A equipe feminina do Iranduba E.C. pode dar um passo histórico na noite deste sábado (28), e provar que as mulheres do Amazonas também sabem jogar futebol. Às 19h30, o Iranduba recebe o São Francisco-BA, no estádio do Sesi, em jogo válido pelas quartas de final da Copa do Brasil feminina de futebol. A classificação para as semifinais da competição nacional seria algo inédito para o futebol local. Na sexta edição da Copa do Brasil feminina, as representantes amazonenses já igualaram as participações de Nilton Lins (2008) e São Raimundo (2010), que chegaram até esta fase.

Para quebrar a escrita, o Iranduba conta com os gols da atacante Franciele de Souza, a Fran. Além de capitã da equipe, ela é a artilheira do time na competição, com quatro gols. Fran, porém, adota um discurso cauteloso diante do perigo oferecido pelas adversárias baianas. “Não conhecemos muito o time delas. O São Francisco tem mais experiência e no Nordeste existem mais competições do que aqui. Elas são favoritas, mas vamos lutar pela classificação”, garantiu a “matadora” de 33 anos. A preocupação de Fran não é para menos.

O São Francisco já ficou com a terceira colocação na Copa do Brasil três vezes (2007-2010). A equipe venceu o campeonato estadual da Bahia por oito vezes. “Temos que ter bastante cuidado, segurar um pouco o jogo para identificar os pontos mais vulneráveis delas. Aí, podemos armar bons contra ataques e vencer”, enumerou Fran, que é professora de Educação Física em uma escola da Compensa, Zona Oeste. “Infelizmente o futebol feminino é complicado no Brasil inteiro. Tem que gostar muito. Não somos valorizadas e surgem inúmeras dificuldades. A grande maioria das meninas do time trabalham no Distrito Industrial e as empresas às vezes não as liberam para os treinamentos. Algumas chegam até a ter as faltas descontadas do salário”, protestou.

Superação

O treinador do Iranduba, Olavo Dantas, também reconhece o favoritismo das adversárias baianas. Mas garante que as amazonenses vão jogar com toda raça necessária para a classificação. Desfalcado da atacante Charlene, que cumpre suspensão, o Iranduba deve começar o jogo de hoje com Elma, Vanda, Helen, Mary, Michelle, Craque, Tássia, Paulistinha, Fran e Deise. Débora e Ketlen disputam vaga no ataque. O jogo de volta acontecerá no próximo sábado, na Bahia.