Publicidade
Esportes
SELEÇÃO SUB-20

Seleção foca em partida contra o México: 'Tem tudo para ser uma grande festa!'

Seleção Sub-20 se prepara para Sul-americano de 2019 e, para isso, fará dois jogos amistosos contra o México, em Manaus 19/03/2018 às 15:08 - Atualizado em 19/03/2018 às 15:31
Show selecao sub20 3
O Brasil enfrenta o México no dia 25 de março, na Arena da Amazônia, às 18h. (Fotos: Evandro Seixas/A crítica)
Jéssica Santos Manaus (AM)

Foi um final de semana intenso para a Seleção Brasileira de Futebol Sub-20, que começou os seus trabalhos, em Manaus, focando nos dois jogos amistosos que fará contra a Seleção do México, um na quinta-feira (22), fechado ao público, e outro, aberto à torcida, no domingo (25), na Arena da Amazônia, Zona Centro-Sul, às 18h pelo horário de Manaus. A Seleção atendeu a imprensa e realizou treinos táticos e coletivos no sábado (17) e domingo (18), no Estádio Ismael Benigno (Colina), e segue com a preparação nesta segunda-feira ()19, com treino no mesmo local, às 17h, fechado ao público.

O objetivo principal da Seleção Sub-20 é a preparação para o Sul-Americano de 2019, que oferece vaga na Copa do Mundo da categoria e nas Olimpíadas, então, cada momento de reunião do elenco canarinho é importante, como explica o goleiro Gabriel Brazão, que veio da base do Cruzeiro e que integrou a Seleção Sub-17, no ano passado. “Tenho experiência na Seleção, mas agora é uma nova etapa, um novo ciclo. Vamos fazer uma grande preparação para chegarmos fortes ao Sul-Americano e conquistarmos nossa vaga no Mundial, que é o mais importante e poder representar o nosso país da melhor forma”, disse.

Para o técnico da Seleção Sub-20, Carlos Amadeu, esses primeiros dias de treinos são fundamentais para a adaptação do grupo. “Estamos com um grupo heterogêneo. Alguns estão voltando de suas férias, como os jogadores do Cruzeiro e São Paulo, que disputaram a Libertadores Sub-20; temos jogadores vindo de equipes profissionais, então, em período de treinamento, mas que ainda não disputaram nenhuma competição na base, então, a gente procura fazer nesse treinamento o controle de carga, e estamos dosando esse treinamento pra dar uma equilibrada”, disse.  

Promessa de show

Gabriel disse que a torcida tem bons motivos para comparecer ao amistoso do dia 25, contra o México, na Arena. “O pessoal de Manaus nos acolheu bem, com muito carinho, e podem esperar um futebol alegre, brasileiro, com tática, ousadia. Infelizmente, o Vini (Vinicius Júnior) não veio, mas tem vários jogadores que vão substituí-lo a altura, e a gente convida a todos que venham fazer uma belíssima torcida, que nós vamos fazer o máximo possível para realizar um grande jogo”, disse ele.

A qualidade de jogo também foi citada pelo meio-campista Igor, da base do São Paulo. “O Brasil é a escola do futebol, qualidade não vai faltar de jeito nenhum. Ao pessoal de Manaus, posso dizer que vamos apresentar muita vontade, muita raça pela seleção, para retribuir o carinho que tivemos na nossa apresentação aqui. Tem tudo para ser uma grande festa”.

Clima bom

A Seleção chegou a Manaus durante dias de chuva, e comemorou o clima ameno. “A primeira impressão da estrutura foi bem positiva, falaram do calor, apesar de eu estar acostumado, mas o clima está ameno, tranquilo, e o povo bem simpático”, disse o técnico da Seleção Sub-20, Carlos Amadeu. 
Os jogadores Guedes e Richard também ficaram surpresos com o clima da cidade.

“Eu estava esperando um calorão de 50 graus, esqueci de trazer os moletons (risos), mas é bom que não esteja esse calorão porque facilita um pouco”, disse Guedes. “Essa chuva deixou o clima bom, e tomara que no dia do jogo também esteja assim, pra todo mundo curtir, e a gente sair com a vitória”, ressaltou Richard.

Rivalidade virou parceria

Jogar na Seleção Brasileira é misturar-se aos talentos vindos de clubes diversos. Na Seleção Sub-20, presente em Manaus, há jogadores do Palmeiras, São Paulo, Flamengo, Vasco, Grêmio, Internacional, e vários outros times, incluindo até os internacionais Real Madrid e PSV. Mas Guilherme Guedes, do Grêmio, e Richard, do Internacional, afirmam que a rivalidade de seus times no Rio Grande do Sul nunca afetou a amizade entre os dois.

“Apesar de nossos times serem rivais, temos um contato fora de campo, e agora estamos os dois representando o nosso país, somos colegas de trabalho. Eu tô muito feliz por isso”, disse Guedes.

Seu amigo, Richard, ressaltou a oportunidade que está ganhando. “Está sendo uma oportunidade muito boa, jogar com jogadores de outros clubes e trabalhar muito. Encaramos como um grande jogo, este que vamos fazer, vai ser difícil, mas a gente vai pra cima”. 

Pontos para vendas dos ingressos

as vendas físicas começam também nos seguintes lugares: Estádio da Colina, na rua Presidente Dutra, 183, São Raimundo e Loja Kopenhagen, no Manauara Shopping, avenida Mário Ypiranga, 1300, Adrianópolis. A aquisição dos ingressos continua pela internet através do site www.cbf.com.br com os mesmos valores.

O pagamento poderá ser feito por dinheiro, cartões de débito (Visa Electron e Maestro) e cartões de crédito (Mastercard e Visa). A aquisição dos ingressos continua pela internet através do site: www.cbf.com.br com valores a partir de R$ 20. Para valores inteiros, custará R$ 40 (cadeira superior) e R$ 20 a meia, R$ 60 (cadeira inferior) R$30 a meia, R$ 100 (cadeira VIP) e R$50 a meia, e, R$ 150 (por pessoa – Venda somente do camarote fechado). No camarote será um espaço privado com alimentos e bebidas incluídos (exceto bebidas alcoólicas).

Publicidade
Publicidade