Publicidade
Esportes
Barezão Feminino

Jogando em seu 'quintal', 3B recebe o São Raimundo visando a ponta do campeonato

Mesmo sem poder contar com trio da Seleção Brasileira, a "Fera da Amazônia" vai pra cima do Tufão da Colina em busca de goleada para melhorar o saldo e posição na tabela 12/10/2017 às 10:04 - Atualizado em 12/10/2017 às 10:08
Show 3
Time do 3B recebe as meninas do São Raimundo em seu CT nesta quinta (12). (Foto: Euzivaldo Queiroz)
Denir Simplício Manaus (AM)

Em fase de formação, o time do 3B recebe hoje, às 15h30, o São Raimundo querendo golear o adversário para reaver a segunda posição na tabela - perdida ontem para o rival Iranduba - e quem sabe até alcançar o líder Penarol.  O duelo está marcado para o que antes era o “Refúgio do Hulk”, o Centro de Treinamento do 3B, que hoje recebe o nome de “Toca do 3B”, localizado na rua Leonardo Malcher, no Centro da cidade.

Com apenas um gol de saldo no campeonato, o time comandado pelo técnico Marcelo Tchelo não esconde que a ordem em sua equipe é atacar o Tufão, time de pior defesa do torneio.

“Na verdade, a gente pode decidir o primeiro lugar no saldo de gols. Estamos cientes disso, respeitamos a equipe do São Raimundo, mas acho que respeito é a gente jogar sério. Treinamos pra ser um time bem agressivo pra poder tirar a vantagem no saldo de gols, que pode acabar decidindo e com certeza vamos lutar por isso”, enfatizou o técnico do 3B.

‘Trio islandês’ de fora

Recém chegadas da Islândia, a goleira Vivi, a lateral Rilany e a volante Thaisa não devem ir pro jogo com o Tufão. A arqueira não apareceu no BID e as duas últimas, apesar de liberadas, desembarcaram na cidade na madrugada de ontem.

De volta à Manaus, a ex-lateral do Iraduba, Rilany, disse que volta melhor do na época de Hulk. “Volto melhor porque na época do draft (escolha do Hulk) estava voltando de uma lesão de joelho, não estava com ritmo de jogo e tive dificuldades... hoje estou recuperada. Tive uma boa temporada na Islândia, sendo artilheira do time, jogando de lateral e atacante, às vezes. O ritmo de jogo vai ajudar bastante. Talvez esteja voltando a minha melhor fase”, pontuou a jogadora que, assim como  Thaisa foi convocada pelo técnico Vadão para a disputa de um torneio na China com a Seleção Brasileira.