Publicidade
Esportes
Craque

José Aldo já trabalha evolução física para subir de peso naturalmente no UFC

O manauara já afirmou que no futuro planeja subir de peso e lutar entre os leves, mas deixa a decisão na mão das pessoas que cuidam de sua carreira  10/04/2012 às 11:53
Show 1
José Aldo
Uol/ Esporte ---

Campeão dos penas do UFC, o brasileiro José Aldo tem poucos rivais à sua altura na categoria, principalmente após a vitória arrasadora no UFC 142, no Rio, em Janeiro. O manauara já afirmou que no futuro planeja subir de peso e lutar entre os leves, mas deixa a decisão na mão das pessoas que cuidam de sua carreira. E a mudança já está em andamento. De acordo com seu técnico, a evolução física para que ele se adeque aos leves está em curso, para que se desenvolva naturalmente.

Para Dedé Pederneiras, que comanda a preparação do manauara, a intenção é de que o campeão do UFC ganhe massa muscular até não se adequar mais aos penas.

“Eu prefiro que ele naturalmente suba de peso para os leves, até chegar ao ponto em que não consiga mais cortar o necessário para os penas”, explicou o treinador. “Este é o objetivo principal para ocorrer a mudança: que seu corpo se adapte à categoria de cima.”

Dedé insere nos treinos do lutador a sobrecarga de peso, para que ele ganhe cada vez mais massa muscular. O aumento do peso, no entanto, tem de ser gradativo, para manter as características principais do manauara: a velocidade e as mãos e pernas pesadas.

Normalmente, José Aldo pesa cerca de 77 kg no período que antecede seus combates. Para a luta, tem de se apresentar na pesagem com até 66 kg. Como leve, ele poderia suavizar esta guerra contra a balança, já que o limite é de 70 kg, mas enfrentaria rivais fisicamente maiores.

“Geralmente quem sobe uma categoria do dia para a noite se complica. Se acontecer uma proposta boa de lutar na de cima, é uma coisa a se pensar, mas se seguir a corrente que está hoje em dia, preferimos mantê-lo como pena por mais um tempo até ele se adaptar”, explica Dedé.

Uma outra questão a se estudar em uma futura evolução de Aldo é sua altura em relação aos oponentes que encontraria como peso leve. A categoria é uma das mais disputadas e com mais nomes fortes dentro do Ultimate.

O atual campeão, Ben Henderson, é cinco centímetros mais alto do que José Aldo, que tem 1,70 m. O antigo detentor do cinturão Frankie Edgar, diferentemente, mede apenas 1,68 m. Ainda há nomes bem mais altos, como Donald Cerrone e Nate Diaz, ambos de 1,83 m.

“O Aldo não é um cara alto para a categoria, mas também não é o mais baixo. Com sua altura dá para ir bem nos leves”, garante Dedé, confiante em um futuro com novos cinturões para Aldo, hoje ainda com 25 anos, apenas.

Aldo volta no Canadá, mas ainda aguarda rival
Enquanto ainda espera pela definição de um rival, José Aldo já está treinando para seu próximo combate no UFC. Vindo de um nocaute impressionante contra Chad Mendes no Rio de Janeiro, ele lutará no Canadá, na edição 149. O evento será realizado no dia 21 de junho.

Os nomes mais cotados para desafiarem o peso pena pelo cinturão são Dustin Poirier e Chan Sung Jung - o Zumbi Coreano - que se enfrentam em maio. No entanto, o prazo está apertado para que um deles esteja pronto em julho para lutar.

“Para nós é bem legal lutar novamente no Canadá”, diz Dedé, que esteve com Aldo naquele mesmo país no UFC 129. “Agora estamos na expectativa da próxima luta. Não tem rival ainda, mas com a data já podemos esquematizar os treinos e depois só direcionar para o adversário. Esperamos ter logo este nome para poder fazer o treino específico.”