Publicidade
Esportes
Craque

Loco volta a ser decisivo e Fogão vai à final da Taça Rio

Uruguaio marca três gols e coloca Alvinegro na primeira final em seu estádio. Adversário sairá do duelo Fla x Vasco 21/04/2012 às 19:46
Show 1
Loco Abreu, do Botafogo, comemora após marcar o seu terceiro gol diante do Bangu
Lance ---

O Botafogo venceu o Bangu por 4 a 2, na noite deste sábado no Engenhão e está na final da taça Rio. Agora, o alvinegro espera o vencedor de Vasco e Flamengo que jogam neste domingo para saber quem será seu adversário na grande final. No jogo contra os alvirrubros brilhou a estrela do capitão Loco Abreu. O uruguaio marcou três gols e ainda perdeu um pênalti. Maicosuel completou o placar.

O Bangu que fez uma pífia campanha na Taça Guanabara, onde não marcou nenhum ponto, reverteu a situação, chegando à semifinal da Taça Rio, contra os alvinegros, deixando de fora o Fluminense. A chegada do técnico Cleimar Rocha e de jogadores como o zagueiro Santiago e o meia Almir, mudaram o futebol e o clima pelos lados do Alvirrubro.

Almir, com uma lesão no músculo da perna direita, foi dúvida até o último momento. Foi escalado, foi tirado da relação dos titulares e depois voltou a ser vetado;uma confusão, talvez para tentar confundir o adversário. No fim, Gabriel Galhardo, irmão de Thiago, entrou em seu lugar.

No lado do Botafogo, Loco Abreu era a grande novidade na escalação de Oswaldo de Oliveira. O jogador ficou no banco de reservas diante do Guarani, pela Copa do Brasil na quarta-feira. Já Herrera, outra opção para o ataque, não treinou na sexta-feira com dores na perna coxa esquerda. Porém, o argentino foi confirmado na reserva.

Superioridade indiscutivel na primeira etapa

A partida começou com o Botafogo tomando as iniciativas ofensivas. Logo com um minuto, Andrezinho recebeu passe de Elkeson e bateu cruzado. Willian defendeu. Tentando recuperar o seu bom futebol, Elkeson se movimentava bem e, com ótimos passes, era uma ótima opção de jogo para o Botafogo. Andrezinho, questionado pela torcida, juntamente com Lucas, jogavam muito bem.

Destaque do Bangu, Thiago Galhado era a melhor opção de jogo pelo lado banguense. Aos 19, ele iniciou uma jogada no meio, tocou para Renan Oliveira na esquerda, o lateral cruzou e Galhardo chegou livre na área, para concluir e perder uma ótima chance.

Mesmo com essa chance, o Botafogo se mostrava superior. Aos 22, num cruzamento da esquerda, a bola bateu no braço de Santiago, Loco reclamou pênalti. O árbitro mandou o jogo seguir. Logo em seguida, aos 27, cruzamento rasteiro de Abreu e Fábio Ferreira perdeu outro.

A torcida do Bangu, que lotou um trem vindo da zona oeste, fazia uma bela festa, com a tradicional banda e bandeiras. O time, por sua vez, foi se apagando em campo. No lado alvinegro, uma importante baixa. Renato, que numa disputa na área adversária sofreu um pisão no pé, saiu de campo bastante chateado. Ele deu lugar a Maicosuel. Oswaldo de Oliveira mostrou ousadia e colocou Maicosuel em campo.

A ousadia foi premiada. Aos 39, depois de um escanteio, Fábio Ferreira desviou e Abreu, o artilheiro, fez 1 a 0. Sétimo gol do uruguaio no campeonato. Oitavo na temporada.O Botafogo continuou pressionado, mas assim terminou o primeiro tempo. Maicosuel saiu pedindo cuidado no segundo tempo. Thiago Galhardo pedimou 'coragem para atacar' por parte do Bangu.

Um susto e a estrela de Loco Volta a brilhar

O Bangu voltou com uma substituição para a segunda etapa, Gabriel Galhardo deu lugar a Gedeison. Mas logo com dois minutos a equipe alvirrubra sofreu o segundo gol. Loco Abreu de cabeça, o goleador contestado neste inicio de ano mostra dentro de campo que ainda pode ser decisivo, 2 a 0 no placar.
 
Numa falta de sorte de Lucas o Bangu marcou o primeiro gol. Num cruzamento despretensioso, o lateral cabeceou contra o próprio gol, Jefferson estava saindo para o outro lado e a bola entrou 2 a 1.  Mas aos 15 a estrela de Loco brilhou pela terceira vez. Cruzamento de Maicosuel e o uruguaio apareceu sozinho e fez 3 a 1. “Loco volta a ser Loco”.

Na comemoração do terceiro gol, Loco mostro mais uma vez a união do time alvinegro. Ele chamou todo o time para comemorar com Maicosuel que lhe deu um belo passe e que está voltando de uma lesão muscular.

Em seguida, mais um vacilo da defesa. Jefferson furou e Sérgio Júnior fez 3 a 2. Pressão sobre o alvinegro. Aos 35 pênalti sobre Lucas é derrubado na área. Abreu se apresentou para bater mais uma vez. Se apresentou, bateu mal e perdeu de novo. Sexta penalidade perdida em sete oportunidades pelo uruguaio.

Grande apresentação de Loco, foi substituído por Herrera e Oswaldo foi vaiado por tirar o ídolo.

FICHA TÉCNICA
BANGU 2 X 4 BOTAFOGO
Local: Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 21/4/2012, às 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Eduardo Cordeiro Guimarães (RJ)
Assistentes: Silbert Faria Sisquim e Luiz Cláudio Regazone (RJ)

Gols: Loco Abreu 39'/1ºT (0-1) e 2'/2ºT (0-2), Lucas (contra) 6'/2ºT (1-2), Loco Abreu 15'/ 2ºT (1-3), Sérgio Júnior 26'/2ºT (3 a 2) e maicosuel 45'/2ºT (2 a 4)

Renda e público:243. 235. 00 R$ / 15.757pagantes
Cartões amarelos: Márcio Azevedo, Fábio Ferreira (BOT); Oliveira, Raphael Azevedo, Sérgio Júnior, Thiago Galhardo (BAN)

Cartão Vermelho: Thiago Galhardo (BAN)

BANGU: Willian; Alves, China, Raphael Azevedo, Santiago (Fernando Lopes, 6'/2ºT) e Renan Oliveira; Oliveira (Tiano, 22' 2/T); André Barreto, Thiago Galhardo e Gabriel Galhardo (Gedeilson, intervalo); Fabinho e Sérgio Junior. Técnico: Cleimar Rocha.

BOTAFOGO: Jefferson; Lucas, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Marcelo Mattos, Renato (Maicosuel, 34'/1ºT) , Elkeson, Andrezinho e Fellype Gabriel; Loco Abreu (Herrera, 40'/2ºT). Técnico: Oswaldo de Oliveira.