Publicidade
Esportes
Craque

Londres 2012: Brasil enfrenta a Letônia no vôlei de praia nas semifinais

Alison/Emanuel e Juliana/ Larissa representam o País nas semis do torneio olímpico que acontecem nesta terça-feira (7) 07/08/2012 às 08:43
Show 1
Alison e Emanuel venceram os poloneses em um jogo muito acirrado
Leandro Prazeres Londres

O sonho de uma final brasileira no vôlei de praia masculino não vai se realizar. Isso porque apenas a dupla Alison e Emanuel conseguiu se classificar para as semifinais do torneio olímpico. Pedro Cunha e Ricardo foram eliminados nas quartas, ontem, pelos alemães Brinck e Reckermann, por dois sets a zero. Nesta terça-feira (7), às 14h (de Manaus), Alison e Emanuel voltam à quadra para enfrentar a dupla da Letônia Plavis e Smendins, que venceram os norte-americanos Gibb e Rosenthal.

Alison e Emanuel levaram a vaga nas semifinais do torneio olímpico numa partida que tinha tudo para ser tranquila, mas que só foi decidida no tie break. Os brasileiros venceram a dupla polonesa Prudel e Fijalek com as parciais 21x17, 16x21 e 17x15. Agora, os brasileiros enfrentam a dupla da Letônia Plavins e Smedins, que surpreendeu e venceu a norte-americana Gibb e Rosenthal.

A partida começou de forma bastante técnica. Aos poucos, Alison e Emanuel foram construindo uma pequena vantagem no placar. Na metade do set, porém, a dupla brasileira parece ter se desconcentrado, e os poloneses encostaram no placar. Após uma conversa, a dupla reencontrou “o caminho das pedras” e fechou o primeiro set em 21x17.

O segundo set começou acirrado. Os poloneses abriram, de cara, três pontos de vantagem. Os brasileiros conseguiram empatar, mas com o saque forçado em cima de Emanuel, os europeus conseguiram anular o setor ofensivo da dupla e fecharam o segundo set em 21x16.

O tie break parecia que ia ser mais tranquilo. Mas só parecia. Os brasileiros abriram dois pontos de vantagem, que foram logo revertidos em favor dos poloneses. A Polônia chegou a ter um match point - 14x15. O Brasil conseguiu empatar e fechou o tie break com 17X15.

Ao final da partida, Emanuel admitiu que o jogo foi mais difícil do que imaginava. “Eles surpreenderam. Mesmo com a gente ganhando o primeiro set, eles pareciam que estavam jogando na Polônia. Sem pressão. Se não fossem umas três bolas do Alison no tie break a gente não estaria aqui conversando sobre semifinal”, disse Emanuel.

 Frustração para Pedro e Ricardo

 Se a história começou ruim e terminou bem para Alison e Emanuel, o mesmo não ocorreu para Pedro Cunha e Ricardo. Desde o início da partida, os alemães conseguiram impor um maior volume de jogo, forçando, sobretudo, o saque em cima de Pedro Cunha, que encontrou dificuldades em acertar o passe para Ricardo levantar. A dupla Brinck e Reckermann está em 11º lugar no ranking mundial e passou boa parte do ano treinando na Califórnia com a dupla norte-americana Rogers e Dalhousser, campeões olímpicos em 2008.

O primeiro set terminou 21x15 para os alemães. No segundo, os brasileiros mudaram seu esquema tático e até chegaram a liderar o placar em alguns momentos, mas os alemães voltaram a apresentar melhor volume de jogo. O placar foi apertado, mas acabou a a favor dos alemães: 21x19.

Ju e Lari fazem semi feminina

Poderosas Juliana e Larissa disputam a semi contra americanas

Campeãs mundiais do vôlei de praia, as brasileiras Juliana e Larissa voltam à quadra, nesta terça-feira, às 13h (de Manaus) para encarar as americanas Kessy e Ross. Na outra semifinal, as americanas Walsh e May, bicampeãs olímpicas, enfrentam as chinesas Xue e Zhang. As brasileiras chegaram à final derrotando as alemãs Laura Ludwig e Sara Goller, por parciais de 21-10 e 21-19. “Quando o jogo terminou, fiquei emocionada porque queria muito chegar neste nível. São oito anos de carreira, muitas conquistas, mas nunca tínhamos chegado a uma semifinal olímpica. Hoje foi um passo muito importante e comemoramos como se fosse uma final”, declarou Larissa depois da partida.

Em Pequim-2008, Juliana não competiu devido a uma lesão no joelho. Larissa disputou os Jogos com Ana Paula e a dupla formada de última hora foi eliminada nas quartas de final pelas atuais campeãs olímpicas, as americanas Walsh e May. Se vencerem a semifinal contra as americanas, na próxima terça-feira, as brasileiras consideradas as grandes favoritas ao ouro garantirão pelo menos a medalha de prata.

Força

Depois da vitória do último domingo, elas receberam um grande abraço de Sandra Pires, primeira campeã olímpica da história do vôlei de praia, que elogiou muito a reação das duas, apesar da situação delicada no fim do segundo set.