Publicidade
Esportes
Craque

Londres 2012: Homem mais rápido do mundo está preparado

Ao lado do ex-campeão e recordista mundial dos 100 metros rasos, Asafa Powell, Usain Bolt disse que está preparado para as Olimpíadas 27/07/2012 às 15:35
Show 1
Londres 2012: Bolf falou à imprensa junto com Asafa Powell, ex-campeão e recordista mundial dos 100m
Leandro Prazeres Londres

LONDRES - Tranquilidade e confiança. Foi isso que o tricampeão olímpico e recordista mundial dos 100 e 200 metros rasos Usain Bolt tentou mostrar ontem durante a entrevista coletiva que a equipe jamaicana de atletismo concedeu. Ao lado do ex-campeão e recordista mundial dos 100 metros rasos, Asafa Powell, Bolt disse que está preparado para as Olimpíadas de Londres e que as contusões  que tanto o prejudicaram nos últimos dois anos já estão superadas. “Estou focando em me tornar uma lenda”, disse o corredor.

 A entrevista coletiva com Usain Bolt foi um dos eventos mais concorridos da véspera do início dos Jogos Olímpicos de Londres. Todas as atenções se voltaram para o que o homem mais rápido do mundo tinha para dizer. Durante toda a entrevista, que durou em torno de 40 minutos, a maior parte das perguntas tinha o mesmo tom: Bolt está recuperado das lesões que afetaram suas costas e seu calcanhar ao longo dos últimos dois anos?

 O recordista dos 100 e 200 metros rasos garantiu que sim. “Eu vim treinando muito bem nas últimas duas semanas e meia e tudo deu certo”, disse. Questionando sobre os rumores de suas lesões ainda o incomodam, Bolt foi enfático. “Eu estou pronto. Não me preocupo om ima corrida ou uma prova seletiva. O importante são as Olimpíadas”, continuou.

 Um pouco diferente do Usain Bolt que assombrou o mundo em 2008 e 2009, o Bolt que apareceu diante da mídia ontem estava mais centrado nas respostas, ainda que, entre uma pergunta e outra, não escondia o ar brincalhão. Mesmo assim, quando perguntado sobre qual seu objetivo principal nessas olimpíadas, Bolt foi direto ao assunto. “Meu alvo ultimamente é me tornar uma lenda. É nisso no que estou pensando”, disse Bolt.

 O corredor que, nas seletivas jamaicanas ficou atrás do novato Yohan Blake, com quem, alias, ele treina, desmentiu os boatos de que sua amizade com o companheiro de equipe estaria abalada por conta de suas derrotas. “Nós treinamos juntos. Não existe isso. Nossa amizade continuará mesmo se ele me vencer”, Bolt.

 RUMORES
Os rumores sobre o condicionamento físico de Bolt são intensos às vésperas do início das Olímpiadas. A imprensa inglesa vem questionando se Bolt, que venceu com larga vantagem os 100 e os 200 metros rasos em Pequim, continuaria a ter a mesma facilidade em Londres. “Eu não sei quem é que faz essas contas sobre minha vantagem sobre meus adversários, mas eu não penso muito nisso”, afirmou ontem Usain Bolt.

Outra especulação que circula na imprensa especializada é uma possível mudança de modalidade em que Bolt passaria a correr os 400 metros rasos nas Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro. Questionado sobre o assunto, Bolt desmentiu os boatos. “Todo mundo quer ver o que eu poderia fazer nos 400 metros, mas eu não. É muito cedo para planejar o que pode acontecer daqui 4 anos”, disparou.

 Ciente de que todas as atenções estarão voltadas para ele, Bolt disse que, apesar de estar focado em vencer, caso isso não ocorra, “não será o fim do mundo”. “Eu não penso em perder em tempo nenhum...mas se isso acontecer, não vai ser o fim do mundo”, disse Bolt.

 Números

 9,58 segundos

Este é o recorde mundial para os 100 metros rasos registrado por Usain Bolt em 2009, durante o Campeonato Mundial, em Berlin.

 19,19 segundos

É o recorde mundial para os 200 metros rasos que também é de Bolt.

 9,76 segundos

 É o melhor tempo de Usain Bolt neste ano. Nas eliminatórias jamaicanas para as Olimpíadas, Bolt perdeu para o novato Yohan Blake, com quem ele treina.