Publicidade
Esportes
Craque

Manaus sem previsão de gastos com estruturas temporárias para Copa 2014

Manaus deverá usar o Sambódromo, Arena Amadeu Teixeira e Centro de Convenções para substituir as estruturas temporárias exigidas pela FIFA durante os jogos da Copa de 2014. 05/11/2012 às 17:22
Show 1
Arena Amadeu Teixeira deverá servir de apoio durante a Copa
Carlos Eduardo Souza Manaus (AM)

Além dos gastos com Arenas, transportes, segurança, saúde e hotelaria, as cidades sede da Copa de 2014 ainda terá de gastar com as estruturas temporárias, que vão abrigar, principalmente a imprensa no período da Copa.

Segundo um levantamento feito pelo Site UOL, as cidade vão gastar entre 20 e 40 milhões de reais com as chamadas estruturas temporárias. Esse dinheiro deve sair dos cofres do Governo Federal algumas das cidades sede deverão estar com essas estruturas prontas para a Copa das Confederações, que vai acontecer no início 2013.

No caso de Manaus, a idéia do coordenador da Unidade Gestora do Projeto Copa Manaus (UGP Copa), Miguel Capobiango, é aproveitar as estruturas já existentes, como Sambódromo, Arena da Amazônia e Centro de Convenções (em construção).

Segundo ele, é impossível falar em valores nesse momento, mas que, a Copa das Confederações servirá de parâmetro, tanto para Manaus, quando para as demais cidades que não forem sediar a Copa das Confederações.

“Não tem como prever, mas como nossa Arena está num ponto estratégico, não vamos gastar muito. Vamos poder saber depois da realização da Copa das Confederações”, disse Miguel.

Miguel diz que o dinheiro deve ser gasto somente para uma adequação dos locais, mas isso, somente no caso do Sambódromo e Arena da Amazônia, pois, o C entro de convenções ainda está em construção.

A previsão inicial é de seis estádios para a Copa das Confederações da FIFA: Fortaleza, Recife, Salvador, Brasília, Belo Horizonte e Rio de Janeiro. A decisão final será anunciada no início de novembro e até a decisão final nós trabalhamos com a hipótese dos seis estádios.

Quanto à evolução das obras da Arena Pernambuco, a observação e o acompanhamento do Governo apontam um esforço muito grande do governo do estado e da construtora. A Arena Pernambuco é um estádio que tem evoluído em ritmo acelerado e, mantendo esse ritmo, estatisticamente é possível ter o estádio pronto antes da Copa das Confederações da FIFA.

No Ceará, a Arena Castelão está com mais de 90% das obras concluídas. Em Manaus,  a Arena da Amazônia ainda não chegou 50%.