Publicidade
Esportes
Craque

Maratona Brasileirão 2012: Fluminense cresce e aparece na competição

Nem o fato de jogar na casa do adversário intimidou o Flu na vitória por 1 a 0 diante do Internacional, com gol de Fred, artilheiro do certame com 11 gols 11/09/2012 às 10:09
Show 1
Fred é o artilheiro do certame com 11 gols
Paulo Ricardo Oliveira Manaus

Os bons ventos do Brasileirão continuam a soprar nas Laranjeiras. Na rodada de número 23, o tricolor carioca ditou as regras e manteve a dianteira na corrida pelo título de 2012. Nem o fato de jogar na casa do adversário intimidou o Fluminense na vitória por 1 a 0 diante do Internacional, com gol de Fred, artilheiro do certame com 11 gols.

 Nem a força de Dagoberto e D´alessandro dentro de campo e da torcida fora dele foram capazes de fazer o time de Fernandão reagir numa tarde  que ficou conhecida como o “inferno vermelho” no Beira-Rio.

 Nem, aliás, o Wellington, foi o nome do jogo ao deixar Fred na cara do gol e correr para o abraço. O Fluzão chega a 50 pontos, 72,5% de aproveitamento, e pega a Portuguesa, no Canindé, com o moral mais elevado que o salário do treinador Abel Braga, que era sorriso de orelha a orelha.

 Já o Inter fica na sétima posição e enfrenta o Botafogo embaladíssimo pela vitória no Engenhão sobre o Náutico por  3 a 1, com direito a gol de letra de Elkesson. O Fogão encostou no G-4 e encara o Inter dentro de casa.

  Mas o vice-líder Galo, com 48 pontos, um jogo a menos que o Flu, mostrou que ainda está bem vivo. A equipe de Cuca deu uma corsa no Palmeiras por 3 a 0, em tarde inspirada do jovem Bernard.

Grêmio, em terceiro com 44 pontos, e Vasco, em quarto com 39 pontos, perderam, respectivamente para Corinthians e Bahia, mas se mantêm no G-4 com boas chances de recuperação no certame. Ambos jogam em casa na próxima rodada. No Vasco, a derrota por 3 a 0 para o Bahia derrubou o técnico Cristovão Borges.  

Porco patina na zona da agonia
A derrota para o Galo foi um golpe profundo nas pretensões de melhora do Porco. Felipão já até admite que estará com Palmeiras até no rebaixamento. O clima que já não estava dos melhores ficou pesado pelo lado do Parque Antarctica.  

  O Verdão patina na zona de rebaixamento na 18ª posição, com magros 20 pontos conquistado em 23 jogos, dois a menos que o Sport. Figueirense, com 19 pontos, e Atlético (GO), com 17, completam a lista dos times rebaixados se o campeonato acabasse hoje. Haja agonia. 

Intermediários embolados
Na zona intermediária, o Corinthians já está garantido na Libertadores por ser o atual campeão, mas a situação não é confortável, mesmo com a vitória sobre o Grêmio por 3 a 1. O Timão não faz  jus ao apelido no Brasileirão  e está na nona posição com 31 pontos. Mas joga em casa contra a Ponte<br/> Preta.

E o Flamengo, hein? A urubuzada resmunga pelos cantos com a atuação ridícula da equipe. Nos últimos quatro jogos, foram três derrotas e um empate. O rubro-negro está na 13ª posição e, para piorar, vai jogar contra o Santos, 15º na tabela e também pressionado pela zona de degola, fora de casa. Os prognósticos não são nada promissores para o time da Gávea. Falou-se, inclusive na contratação de Ganso. Mas, na atual situação, o Ganso afogaria o Flamengo. E não o contrário. Tristeza.