Publicidade
Esportes
Craque

Maratona do Brasileirão 2012: Vitória do Atlético-MG contra Cruzeiro define competição

A outra posição definida neste domingo foi a do último corredor rebaixado. O Sport, que conseguiu bons resultados nas últimas rodadas, não suportou a pressão de jogar na casa do rival Náutico, e perdeu de 1 a 0 03/12/2012 às 11:28
Show 1
Atlético MG vence o Cruzeiro em partida decisiva
acritica.com ---

A “maratona” mais disputada do mundo terminou neste domingo (02), sem nenhuma surpresa na última volta. Apenas duas posições ainda estavam indefinidas: a de quem terminaria na segunda posição e de quem iria para a segunda divisão.

O suspense acabou quando o Atlético-MG venceu de virada, o clássico contra o Cruzeiro, por 3 a 2. Nem o pênalti perdido por Ronaldinho impediu o triunfo do Galo, que comprovou a força que possui no estádio Independência (o alvinegro mineiro foi a única equipe que terminou a competição sem perder atuando em casa). Mas, como a competição não é de esteira ergométrica doméstica, o Atlético-MG teve que se contentar com o vice-campeonato mais uma vez. Pelo menos não terminou a prova chorando, gritando vergonha e colocando a culpa dos seus tropeços nos árbitros.

A outra posição definida neste domingo foi a do último corredor rebaixado. O Sport, que conseguiu bons resultados nas últimas rodadas, não suportou a pressão de jogar na casa do rival Náutico, e perdeu de 1 a 0.  Com a queda do Rubro-Negro de Recife, Pernambuco passa a ter representantes no A ,B, C do futebol brasileiro. O Timbu na elite, o Sport na segundona e o Santa Cruz, “terceirizado”, na Série C.

O tetracampeão Fluminense teve sua faixa carimbada pelo Vasco, por 2 a 1, no Engenhão, desperdiçando a chance de superar o São Paulo de 2006, em recordes de pontos na era dos pontos corrido. O carrasco do Fluminense foi o atacante Éder Luis, com dois gols. Carleto descontou no fim.

Despedida melancólica

O Gre-Nal de despedida, no entanto, não foi digno do que o histórico estádio Olímpico, palco de vários títulos do Tricolor Gaúcho, merecia. Em um jogo sem gols e de muita briga, teria sido melhor se o adeus fosse dado em um evento de MMA. Com o empate, o Grêmio terá que disputar a pré-Libertadores. O Galo entra direto na fase de grupo.

No clássico paulista de ontem, o São Paulo bateu o Corinthians por 3 a 1, carimbando o passaporte do Timão antes da viagem rumo ao Japão. Ah, também teve uns jogos cruzetas, como Portuguesa zero, Ponte Preta zero; Coritiba três, Figueirense zero; e Atlético-Go zero, Bahia um. No sábado, Botafogo e Flamengo empataram em 2 a 2, e o Santos fez o Palmeiras sofrer sua última humilhação do ano, vencendo por 3 a 1. Se ficou longe de empolgar, a derradeira rodada serviu para alguns jogadores tentarem mostrar serviço para permanecer na elite do futebol brasileiro.

Agora, depois de sete meses, os corredores terão férias de 30 dias. Depois, outras corridas começarão, a primeira com os estaduais, uma espécie de “Marcha Atlética”, onde se corre em ritmo lento, e os técnicos rebolam para não perderem o emprego precocemente.