Publicidade
Esportes
Craque

Ministro do Esporte garante que estádios ficarão prontos no prazo

Aldo Rebelo se mostrou otimista também em relação às obras de mobilidade urbana nas cidades-sede 20/12/2012 às 14:03
Show 1
Ministro ressaltou o caráter nacional da Copa do Mundo
Agência Brasil ---

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, garantiu hoje (20) que os seis estádios previstos para sediar os jogos da Copa das Confederações em 2013 – além dos seis onde serão disputadas as partidas da Copa do Mundo de 2014 – ficarão prontos a tempo para  as duas competições. Ele se mostrou otimista também em relação às obras de mobilidade urbana nas cidades-sede.

A Copa das Confederações será disputada em Salvador, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Fortaleza e Recife. A Copa do Mundo terá lugar nessas seis capitais e em São Paulo, Manaus, Cuiabá, Curitiba, Natal e Porto Alegre.

O ministro falou sobre o andamento das obras durante o programa Bom Dia, Ministro, produzido pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência, em parceria com a EBC Serviços, antes de ir ao Ministério da Previdência para assinar portaria conjunta com o ministro Garibaldi Alves Filho concedendo um benefício especial de R$ 100 mil aos jogadores campeões mundiais de 1958, 1962 e 1970, além de um auxílio especial mensal, no valor do teto pago pela Previdência Social atualmente (R$ 3.916,20) aos jogadores sem recursos.

Segundo o ministro, o benefício é um justo reconhecimento ao que esses jogadores fizeram pelo país nas copas do Mundo da Suécia, do Chile e do México, mas o benefício mensal só será concedido aos que, comprovadamente, estiverem passando por dificuldades financeiras, conforme a Lei Geral da Copa (12.663/12), que prevê o benefício. “O Brasil não pode deixar de amparar atletas que consagraram nosso jeito de jogar futebol-arte nos estádios de todo o mundo.”

O ministro destacou a modernidade e a multifuncionalidade das obras dos estádios que funcionarão como arenas para atividades culturais e de lazer, além de esportivas, após as competições. Um deles é o Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, que o ministro comparou ao novo Estádio de Wembley, na Inglaterra, nesse aspecto.

Aldo Rebelo defendeu a realização da Copa do Mundo de 2014 em 12 cidades-sede, ressaltando que ela terá um caráter realmente nacional por incluir todas as regiões do país, inclusive a Amazônia, onde está reconstruindo o Estádio Vivaldo Lima para o Mundial. Aldo Rebelo também contestou a informação dada durante o programa de que o Coritiba F.C. está denunciando gastos excessivos e uso de dinheiro público nas obras de seu rival, o Atlético Paranaense, cuja Arena da Baixada está sendo reformada para sediar os jogos da Copa na capital do Paraná.

“Os empréstimos para as obras dos estádios da Copa não são feitos diretamente aos clubes a que pertencem, mas sim aos consórcios construtores e são cercados de todas as garantias normais exigidas nessas operações pelo BNDES [Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social]. O Coritiba também tem seu projeto de melhorias no estádio e receberá benefícios da Copa, tal como o Atlético Paranaense. Compreendo as rivalidades entre os clubes, mas não há nenhum problema com as obras na Arena da Baixada”, disse o ministro.