Publicidade
Esportes
Craque

Nacional (AM) vai tentar eliminar o Coritiba (PR) da Copa do Brasil nesta quinta-feira

Na primeira partida realizada em Manaus na semana passada, deu empate de 0 a 0, no Sesi. A missão do Leão não é das mais fáceis, pois, o Coxa, além de jogar em casa, também é o último vice-campeão do torneio 22/03/2012 às 08:50
Show 1
Na semana passada, em Manaus, Nacional e Coritiba não balançaram as redes
Carlos Eduardo Souza Manaus

O Nacional enfrenta nesta quinta-feira (22), às 18h30 (Manaus), o Coritiba (PR), no Estádio Couto Pereira, no jogo da volta da 1ª fase da Copa do Brasil. Na primeira partida realizada em Manaus na semana passada, deu empate de 0 a 0, no Sesi. A missão do Nacional não é das mais fáceis, pois, o Coxa, além de jogar em casa, também é o último vice-campeão da Copa do Brasil, perdendo a final do ano passado para o Vasco da Gama.

Mas quando se trata de mata-mata, com gol fora de casa valendo como critério de desempate, tudo pode acontecer. É baseado nisso que o Naça tenta fazer história no torneio que já teve Criciúma (SC), Santo André (SP), Juventude (RS) e Paulista (SP), campeões. Um sonho, pois a competição está começando.

O Nacional deu o primeiro passo ao empatar sem gols em casa. O resultado dá ao time o direito de jogar por um empate com gols na casa do Coxa, ou, se der um novo 0 a 0, a partida será decidida nos pênaltis.

O segredo para conseguir a classificação pode estar na armação do time. Sair para o jogo, só se for no contra-ataque. “Se nosso time se fechar e a gente sair rápido podemos surpreender e fazer um gol. Ai eles vão ter de correr atrás do placar”, disse o veterano Garanha.

O atacante é o único jogador do Nacional que esteve na última vez em que o Nacional jogou contra o Coxa, em 2001, na mesma Copa do Brasil, quando o Nacional empatou em casa em 2 a 2 e perdeu no Couto Pereira por 2 a 1. “Nosso time era muito bom, mas o Coxa fez dois gols fora de casa e ai ficou muito ruim para nós, porque o time deles, como hoje, era muito bom. Mas futebol só é bom porque tem surpresa. Quem sabe hoje não é nosso dia”.

Mas o Nacional tem problemas para o jogo de hoje. O meia Hugo foi operado e so volta em 45 dias ao time. Thiago Mariano e Leonardo não viajaram com a equipe. Os dois jogadores não participaram da primeira partida em Manaus. A ausência de Leonardo motivou o técnico Leo Goiano a levar Naldinho. O atacante chegou antes de ontem, treinou e foi regularizado

 O Coritiba não terá o meia Rafinha, machucado. O zagueiro Pereira, expulso no primeiro jogo com o Nacional, cumpre suspensão e dá lugar a Demerson. No meio-campo, o técnico Marcelo Oliveira definiu o retorno de Júnior Urso como primeiro volante. A primeira vez que as duas equipes se enfrentaram foi em 1972, no Brasileirão daquele ano e deu Coxa 2 a 1.

Leo Goiano - Técnico do Nacional

1  Como passar par a 2ª fase da contra o Coxa?
Fechado e esperando um erro do adversário. Não é um time qualquer, é um time da 1ª divisão.

2 Acredita que o time pode ter a mesma postura que teve em Manaus com toque de bola e sem se expor?
Pode sim, porque nosso time é maduro.

3  A vitória do Penarol contra o Santa Cruz motivou o Nacional?
Sem dúvida, mas nosso adversário é bem melhor porque é  o vice campeão do ano passado.