Publicidade
Esportes
Craque

Nacional faz neste domingo (19) seu primeiro jogo na Arena da Amazônia pela Série D

Leão da Vila enfrenta na tarde deste domingo o Vilhena-RO, às 16h, pela segunda rodada da competição. Técnico Aderbal Lana sinaliza mudanças na equipe 17/07/2015 às 21:16
Show 1
Lana conversou com alguns atletas e orientou sobre mudanças
Anderson Silva Manaus (AM)

O Nacional vai poder mostrar para o seu torcedor que o empate em 1 a 1 na primeira partida da Série D  contra o Náutico-RR, em Boa Vista-RR, no último domingo, não passou de uma “tensão pré-estreia” na Série D. Para fazer bonito e tirar qualquer dúvidas dos fanáticos azulinos, o Leão precisa vencer o Vilhena-RO, hoje, às 16h, na Arena da Amazônia, na segunda partida da quarta divisão.

Para que isso ocorra, o técnico Aderbal Lana já sinaliza possíveis mudanças para a partida. Com poucas alterações na partida de estreia, em relação a equipe que foi campeã amazonense, com a presença do meia Danilo Rios e do atacante Nando, o treinador poderá optar por Junior Paraíba apoiando o ataque, ou até como atacante fixo. Também há possibilidades do meia Charles passar a ser utilizado como um centroavante.

“Conversei como ele (Charles) para colocá-lo como um centroavante. Ele é um jogador muito rápido e acho que pode funcionar bem na velocidade”, afirmou Lana.

Outra provável alteração poderá ser no meio de campo com apenas dois volantes. Lusmar e Denis. Assim o time vai ter mais liberdade no setor de criação.

Necessário mexer


Lana sentiu que o momento é de mexer na equipe para conseguir um melhor time em campo. “A gente está buscando algumas mudanças. Depois que acabou o Estadual nossa equipe precisou de algumas mudanças, alguns remanejamentos, algumas melhoras”, disse o treinador, que não quer pensar em “prejuízo”  dentro da Arena.

“Tudo o que se ganha fora soma-se como lucro, agora dentro de casa não se pode perder nada porque aí o prejuízo é maior”, frisou.

O meia Charles recebeu a mensagem do treinador e promete atacar mais. “Ele (Lana) pediu para eu segurar mais a bola, chutar mais de fora da área e ir pra cima e fazer os gols. Não conseguimos no primeiro jogo, mas agora sabemos que o campo vai ajudar e vamos fazer o nosso trabalho para consegui a vitória”, garante.

Novidades

No último treino tático no CT Barbosa Filho, o Lana apresentou duas novidades no time.   O volante Lusmar e o atacante Filipe poderão estrear na equipe, saindo como titular.

 “Se o professor optar por mim estarei bem preparado, vou fazer minha parte e ajudar meus companheiros em busca da vitória”, disse o volante.

Durante os treinos, Felipe mostrou está com os pés calibrados. “Espero colocar em prática o que fiz nos treinamentos para que possamos sair com a primeira vitória. Estou me dedicando, trabalhando para fazer os gols. O Lana pediu para ter tranquilidade e esperamos sair com a primeira vitória”, frisou o atacante, que vive a expectativa de estrear na arena. “É uma arena quente e abafada, tem que está preparado fisicamente. Um pique errado que o cara der ele cansa. Eu prefiro jogar no calor e já estou bem acostumado com o clima”, afirmou.

Esquema poderá ter mudanças


Lana não escondeu a possibilidade de mudar o esquema tático. Habituado ao 4-4-2, usado no Campeonato Amazonense, o treinador decidiu “despovoar” o meio de campo para dar mais liberdade ao meia Danilo Rios.  

“Voltei ao esquema de 2013 para inserir o Danilo (Rios) na equipe e nós estamos tendo dificuldades nesse aspecto”, afirmou Lana, destacando ainda.

“Nós trabalhávamos com três homens de marcação no meio de campo e um homem solto que é o Charles, com a vinda do Danilo evidentemente que vamos ter determinados problemas principalmente de marcação. A entrada do Felipe e a saída de um homem de marcação do meio é que se trabalha numa linha de quatro e dar mais liberdade ao Danilo para jogar. Tudo indica que eu possa usá-lo e tudo indica que possa deixar ele (Felipe) no banco”, declarou.

Lana também afirmou que não pretende mudar muito. “Tenho que ter o bom senso e ter ética das coisas acontecerem normalmente”.