Publicidade
Esportes
Craque

Novo presidente da CBAt é eleito em Manaus

Com 40 votos contra um, José Antonio Martins foi o escolhido para assumir o lugar de Roberto Gesta a frente da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), a partir de 2013 10/02/2012 às 18:06
Show 1
José Antonio Martins ao lado de Roberto Gesta - presidente da Confederação Brasileira de Atletismo
Lorenna Serrão Manaus

Com 40 votos contra um, José Antonio Martins foi eleito o novo presidente da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) durante assembleia realizada nesta sexta-feira (10), no hotel Tropical, Zona Oeste de Manaus e deve assumir o cargo de fato em 2013. Toninho (como é conhecido o novo cartola), que atualmente está à frente da Federação Paulista da modalidade, diz que continuar o trabalho de Roberto Gesta será árduo, mas que a preparação para as olimpíadas no Rio em 2016 será bem mais complicada.

“Sem dúvida substituir o presidente Gesta será uma missão difícil, mas de qualquer maneira se apresenta uma situação nova, afinal depois das olimpíadas de Londres todos os holofotes estarão voltados para o Brasil e isso vai provocar uma cobrança por parte da imprensa e do povo em relação a nossa preparação para os jogos, pois teremos que encontrar mecanismo para movimentar o atletismo e deixá-lo mais forte”, comentou Martins.

Sobre a equipe brasileira de atletismo, Toninho afirmou que o Brasil estará bem representado em Londres.

“Hoje nós temos duas grandes atletas a nível mundial, Maurren Maggi e Fabiana Murer, que com certeza terão uma boa atuação nos jogos de 2012, mas é claro que o trabalho daqui a cinco anos ainda é difícil mencionar, não dá para fazer uma previsão, mas vamos trabalhar firme e forte para fazermos uma boa apresentação nas olimpíadas de 2016”, pontuou.

Roberto Gesta, que fica a frente da CBAt até o primeiro trimestre de 2013, falou sobre a sua saída e de tudo o que realizou durante os 25 anos de Confederação.

“Uma transição faz-se necessária, são novas idéias. Nós encontramos uma confederação cheia de dividas e transformamos em uma entidade que tem patrocínios anuais da ordem de R$ 30 Mi, com entidades que nos apoiam, temos programa de apoio a atletas alto nível e a jovens talentos, temos 400 centros de treinamento, 30 centros de iniciação esportiva, o maior programa de combate ao doping, então com isso eu afirmo que o importante não é apenas entrar bem em uma entidade, mas é preciso saber sair bem e eu espero estar fazendo isso”, disse Gesta – que citou ainda o segredo do sucesso.

“Desenvolvi um bom trabalho, pois sempre tive um excelente apoio por parte dos atletas, treinadores , federações e clubes de todo o país”, finalizou.