Publicidade
Esportes
Craque

‘O Cara do Esporte Amazonense’: Conheça um pouco mais sobre Kleist Praia

O ponteiro de 22 anos,  com 194m e 80kg é o representante do vôlei de quadra no concurso que vai eleger o atleta mais bonito do Amazonas 16/06/2012 às 23:39
Show 1
Kleist Praia – Vôlei
Lorenna Serrão Manaus

A Rede Calderaro de Comunicação – RCC lançou no último fim de semana o concurso “O Cara do Esporte Amazonense” que vai eleger o atleta mais bonito do Estado e para que você possa conhecer um pouco mais sobre os candidatos o acrítica.com irá mostrar a partir deste sábado (16), matérias exclusivas com os oito selecionados.

O primeiro da lista é o ponteiro Kleist Praia, que com 22 anos, 1.94 m e 90kg é o representante do vôlei de quadra. Ele começou a praticar a modalidade aos 12 anos por influencia do pai, aos 16 enfrentou o primeiro desafio da carreira, morar longe de casa.

“Recebi o convite para jogar no Pinheiros e tive que mudar para São Paulo foi um período difícil e eu pensei até em desistir, mas tive o apoio da minha família e do meu técnico e consegui seguir”, comentou o atleta – que também falou sobre as alegrias proporcionadas pelo esporte.

“A primeira convocação para jogar na Seleção Brasileira, em 2008, e a participação na Superliga pelo Pinheiros, em 2009, foram dois momentos importantes que marcaram a minha carreira, pelo menos até aqui”, pontuou.

Em abril deste ano o amazonense brilhou fora do país e conquistou o vice-campeonato Suíço, jogando pelo Lugano. Agora de férias, o atleta aproveita o tempo livre para praticar vôlei de praia, matar a saudade da família e  encabeçar a campanha para se tornar “O Cara do Esporte Amazonense”.

“Nunca imaginei que um dia participaria de um concurso de beleza, quando recebi o convite achei a proposta engraçada, mas aceitei e agora quero vencer, estou fazendo uma campanha forte para isso”, completou.

Além de ser eleito o atleta mais bonito do Amazonas, Kleist Praia também tem outros desejos.

“Quando estou em quadra sinto sensações que eu normalmente não sentiria no dia-a-dia, eu  quero viver do vôlei de quadra, então espero ter sucesso profissional, conquistar uma Superliga e claro participar de uma olimpíada, esses são meus objetivos”, finalizou.