Publicidade
Esportes
Craque

Obras de reforma do Floro de Mendonça estão paralisadas de novo

Um dia após as eleições os operário voltaram a tratalhar no Estádio Floro de Mendonça, mas foram apenas três dias de trabalho e, desde a quinta-feira passada que nenhum operário não trabalha no local 16/10/2012 às 17:53
Show 1
Placa indica o início da obra de reforma e estipula prazo de 120 dias
Acritica.com Manaus (AM)

A novela Estádio Floro de Mendonça, em Itacoatiara, ganha mais um capítulo. Nesta terça-feira, os dirigentes do Penarol voltaram a lamentar a paralisação da obra de reforma e ampliação do único estádio da cidade, que serve de palco para os jogos do Leão no Amazonense.

De acordo com o presidente Ila Rabelo, desde a quinta-feira passada que os operários da construtora Metro Quadrado não trabalham no local e a empresa também não dá uma explicação.

“Está ficando cada vez mais difícil. O tempo está passando e estamos muito preocupados”, disse Ila Rabelo.

O presidente do clube disse  que lamenta a situação porque o clube teve prejuízo no Amazonense e na Série D desse ano.

 “O Penarol foi muito prejudicado este ano por conta desta reforma no estádio, no total nós tivemos um prejuízo de cerca de R$ 25 mil só no Amazonense. Sem arquibancada suficiente, o torcedor era obrigado a ficar atrás das traves dos gols e no sol, por isso muitos deles deixavam de ir ao estádio e nós não tínhamos lucros com os jogos”, disse Ila Rabelo – presidente do Penarol.

Luis Otávio Bastos, engenheiro da empresa Metro Quadrado, responsável pela obra do estádio, garantiu aos dirigentes do clube que a reforma estará concluída até o fim de novembro.

Estivemos em Manaus para conversar com o Luis Otávio ficamos surpresos quando retornamos a Itacoatiara e vimos que as obras haviam sido recomeçadas. Mas não durou nada e os operários sumiram. “Está cada dia mais difícil”, afirmou Ila.

 Segundo a empresa Metro Quadrado até agora já estão concluídas as obras no vestiário, bilheteria, e a revisão das instalações elétricas, além das hidrossanitárias.

A diretoria do Penarol planeja comemorar o aniversário de um ano das obras de reforma do Estádio. Os diretores temem que, no dia 16 de fevereiro, data da abertura do Amazonense 2013, o Estádio não esteja em condições de jogo.