Publicidade
Esportes
Craque

Os brasileiros pelo mundo

Atletas do Brasil foram decisivos mais uma vez nos principais campeonatos do planeta 19/11/2012 às 12:03
Show 1
Thiago Silva
Fifa.com ---

Os principais campeonatos pelo mundo mais uma vez contaram com participação decisiva de jogadores brasileiros. Um dos destaques foi Giuliano, que marcou na vitória do Dnipro, vice-líder na Ucrãnia. O Wolfsburg também segue reagindo na Alemanha graças aos brasileiros – como Naldo, que deixou o dele –, enquanto a Lazio contou com boa participação de Hernanes e André Dias para segurar a líder Juventus. O FIFA.com traz um resumo do final de semana pela ótica verde-amarela.

- Alemanha: pela segunda semana seguida, o Wolfsburg contou com sua legião de brasileiros para conquistar três pontos. Eles vieram na vitória fora de casa sobre o Hoffenheim, por 3 a 1. Diego foi novamente o líder do meio-campo, mostrando outra atitude desde a saída de Felix Magath. O zagueiro Naldo, marcou e Josué e Fágner foram titulares. Os Lobos deixaram a zona de rebaixamento e têm agora 14 pontos após três vitórias nos últimos quatro jogos. O Campeonato Alemão é ldierado pelo Bayern de Munique, que teve Dante e Rafinha como titulares no empate em 1 a 1 com o Nuremberg.

- Itália:
não foi com gols, mas com muita raça para segurar o poderoso ataque da Juventus que Hernanes e André Dias se destacaram pela Lazio. O meia ficou até o fim da partida e ainda puxou ótimos contra-ataques no 0 a 0 que fez com que o time da capital seguisse em quinto lugar. A Juve lidera com 32 pontos, quatro a mais que a Internazionale, do zagueiro Juan, titular no empate em 2 a 2 com a Cagliari. Já o Milan contou com mais dois gols do artilheiro El Shaarawy, um deles com passe do reserva Robinho, para empatar também em 2 a 2 com o terceiro colocado Napoli. O time rossonero é o 12º.

- Ucrânia:
a rodada foi atípica no país. Isso porque o líder Shakhtar perdeu. Após 15 vitórias em 15 partidas, a equipe de Fernandinho, Alex Teixeira, Douglas Costas e Luiz Adriano (Willian e Ilsinho entraram no segundo tempo) perdeu a invencibilidade diante do Arsenal de Kiev: 2 a 0. Assim, a vantagem para o Dnipro diminuiu para “apenas” 11 pontos. O vice-líder venceu o Tavriya por 2 a 1 fora de casa com um gol de Giuliano e ainda sonha em reverter a desvantagem. Já o Metalist, outro que tem um enorme contingente brasileiro, fez 2 a 1 no Karpaty – sem gols de Cleiton Xavier, Marlos e Taison – e se manteve em quarto.

- Inglaterra:
os brasileiros viveram bons e maus momentos na rodada. Enquanto o lateral Maicon voltou a ser titular na goleada do Manchester City sobre o Aston Villa (5 a 0), que levou o time à liderança, e André Santos entrou no segundo tempo na goleada do Arsenal sobre o Tottenham de Sandro (5 a 2), Rafael (Manchester United), David Luiz, Ramires, Oscar (Chelsea) e Júlio César (Queens Park Rangers) saíram derrotados. O time do goleiro perdeu para o Southampton e segue sem vencer em 12 rodadas, na lanterna.

- França:
o trio brasileiro do Bordeaux formado por Jussiê, Henrique e Mariano foi novamente titular e comemorou a vitória em casa sobre o Olympique de Marselha, que colocou a equipe na vice-liderança da tabela, com 24 pontos. Com um a menos aparece o antigo líder Paris Saint-Germain, que decepcionou em casa ao perder para o Rennes mesmo jogando com dois a mais. Thiago Silva, Alex, Maxwell e Nenê foram titulares, mas não impediram a frustrante queda diante da torcida.

E o que mais?
No Japão, o atacante Wilson, ex-Sport, marcou um no empate do Vengalta Sendai em 3 a 3 com o Kashima Antlers. A duas rodadas do fim, o Vengalta segue na briga pelo título, com um ponto a menos que o Sanfrecce Hiroshima (57 a 58). Na Espanha, Miranda e Filipe Luís ajudaram o Atlético de Madri a derrotar o Granada por 1 a 0, permitindo que o time seguisse a três pontos do líder Barcelona. Por fim, o giro passa pela Rússia, onde o CSKA, do ex-gremista Mário Fernandes, manteve a ponta graças aos 3 a 0 sobre o Amkar Perm. A equipe tem cinco pontos a mais que Anzhi, de Jucilei e João Carlos, e que só empatou com o Rostov.