Publicidade
Esportes
Craque

Pai de Tevez é libertado após oito horas em poder de sequestradores

O sequestro do pai de criação do jogador argentino ocorreu na manhã desta terça-feira (29). O atacante da Juventus está viajando para a Argentina, onde iria acompanhar as negociações 29/07/2014 às 15:51
Show 1
Carlitos e o pai adotivo, Segundo, que o criou desde a morte do pai biológico.
ACRÍTICA.COM Manaus (AM)

O pai de criação do jogador Carlitos Tevez, Segundo Tevez, foi libertado por volta das 13h40 desta terça-feira (29) após passar oito horas em poder de sequestradores em Moron, na região metropolitana de Buenos Aires. A Divisão Anti-Sequestro da Polícia Federal da Argentina investiga o caso e procura os suspeitos que teriam entrando em contato com familiares do homem.

Segundo, que também é tio de Tevez, teria sido abordado por três homens por volta das 5h desta terça, quando dirigia seu carro.  O veículo usado por ele foi encontrado ao fim da manhã no bairro de Villa Devoto, na capital argentina.

Os investigadores creem que Segundo foi vítima de um sequestro relâmpago. Porém, depois que perceberam que se tratava de um parente próximo do jogador da Juventus da Itália, os criminosos resolveram pedir um resgate maior. A desconfiança se deu depois que a família revelou o valor pedido pelos sequestradores por meio de ligação telefônica.

No primeiro contato, os homens pediram um determinado valor. Já no segundo telefonema recebido pelos familiares de Segundo, o valor do resgate teria sido bem mais alto.

De acordo com a imprensa italiana, o jogador da Juventus de Turin estaria viajando a caminho da Argentina na tentativa de mediar a negociação com os sequestradores, mas Segundo já foi liberado pelos criminosos.. A polícia não informou se o resgate foi pago ou qual o valor pedido pelos criminosos. O certo é que o próprio Carlitos já informou que o pai adotivo está são e salvo na casa dos familiares.

Segundo Tevez assumiu a criação do jogador desde cedo. O pai biológico, Juan Carlos Cabral, nunca reconheceu oficialmente o filho e morreu num tiroteio quando Carlitos tinha apenas cinco anos.