Publicidade
Esportes
Craque

Palmeiras confirma permanência de Valdivia até a Libertadores: "ele convenceu a mulher a retornar"

Depois do sequestro que sofreu ao lado de sua mulher, Daniela, o camisa 10 cogitou deixar o País, já que ela gostaria de voltar ao Chile 17/07/2012 às 12:33
Show 1
Segundo Roberto Frizzo, Valdivia (f) assegurou que fica até a Libertadores do ano que vem
Uol/ Esporte ---

O meia Valdivia já decidiu seu futuro pelo menos até o meio de 2013. Em reunião realizada na última segunda-feira, o jogador comunicou a diretoria que ficará no Palmeiras pelo menos até o fim da Libertadores do ano que vem. Depois do sequestro que sofreu ao lado de sua mulher, Daniela, o camisa 10 cogitou deixar o País, já que ela gostaria de voltar ao Chile. Segundo o vice-presidente do Palmeiras, Roberto Frizzo, o acordo verbal foi selado. 

"Ele estava feliz pois convenceu a esposa a retornar, filhos, a familia vai estar aqui com ele. Isso com certeza facilitou", comentou o dirigente, dando detalhes sobre a conversa. 

"Nós tivemos uma reunião com o Valdivia, e ele deixou expressa a vontade permanecer. Em nenhum momento o Palmeiras queria abrir mão dele, e o que ficou acordado é que vai jogar a Libertadores".

Apesar de trágico, o sequestro marcou uma nova era do camisa 10 no clube. Foi após o crime, que ele viu sua importância para o clube, comissão técnica, companheiros e torcida. Hernan Barcos e Roman foram os atletas que mais ajudaram o chileno, sem contar Luiz Felipe Scolari que esqueceu todos os antigos problemas e funcionou como uma espécie de pai para o jogador. 

Entenda o caso
Valdivia e sua esposa Daniela foram rendidos na noite de 7 de junho e por cerca de três horas ficaram sob o poder do bandido. Depois de 3 horas rodando pelas ruas de São Paulo, o casal foi deixado com o carro próximo a uma loja de peças automotivas na Avenida Marquês de São Vicente. O bandido fugiu de táxi e levou mil reais.

 O Boletim de Ocorrência foi registrado pelos policiais no 7º DP, uma vez que o jogador, abalado, não quis comparecer ao distrito.

Segundo a assessoria de imprensa do clube, o jogador não foi reconhecido pelo marginal. Após o ocorrido, o chileno viajou para o Chile a pedido da mulher, que também solicitou que o camisa 10 não vestisse mais a camisa do clube. 

 Valdivia, porém, retornou e foi decisivo na semifinal e final da Copa do Brasil, quando marcou dois gols e o clube sagrou-se campeão. Agora, com a vaga na Libertadores do ano que vem garantida, o chileno convenceu a mulher a retornar ao pais com os dois filhos.