Publicidade
Esportes
Craque

Palmeiras deve perder 20 mandos por causa de confusão em campo

Além do rebaixamento para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro, o time pode ter péssimas notícias, sobre tumulto em campo, na próxima temporada 21/11/2012 às 09:16
Show 1
Agredidos: Policial sendo conduzido ao hospital após agressão de palmeirenses
acrítica ---

O rebaixamento para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro pode não ter sido a única notícia ruim para o Palmeiras em relação à próxima temporada. Na sexta-feira, dia 23, o clube será julgado pela confusão entre torcedores e policiais militares durante o empate por 2 a 2 com o Botafogo, na Arena da Fonte, em Araraquara, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. A punição pode chegar à perda de 20 mandos de campo.

Em seu relato na súmula da partida, o árbitro Elmo Alves Resende da Cunha relatou agressões sofridas pelo tenente Zacheto, pelo soldado Tasso e pelos cabos Vicente e Lucélia, todos da Polícia Militar. Eles sofreram escoriações e foram atendidos pela ambulância estacionada no local. Zacheto teve o capacete danificado por torcedores. De acordo com o juiz, uma bomba foi arremessada durante a confusão.

Dessa maneira, o Palmeiras será julgado de acordo com o artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que prevê, por “deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir desordens e o lançamento de objetos”. Além da possibilidade de disputar boa parte da Copa do Brasil e da Série B longe da capital, o clube pode ter de pagar multa de até R$ 200 mil.

A Federação Paulista de Futebol (FPF) também proibiu a Mancha Alviverde, principal torcida organizada do Palmeiras, de entrar em estádios após o confronto entre policiais e alviverdes no jogo contra o Botafogo. A medida continuará vigente até que sejam apurados os fatos e descobertos os responsáveis pela confusão. O Verdão já foi punido no STJD pelas atitudes da torcida no clássico contra o Corinthians, pela 25ª rodada do Brasileiro, no Pacaembu. Torcedores atiraram objetos no gramado e depredaram parte do estádio, arrancando cadeiras e repartições de acrílico de dois setores. Na oportunidade, foram quatro jogos de punição: a equipe enfrentou Coritiba, Cruzeiro e Botafogo em Araraquara e o Fluminense em Presidente Prudente.

Rebaixado com duas rodadas de antecedência no Brasileirão, o Palmeiras volta a atuar diante de sua torcida em São Paulo no domingo, quando enfrenta o Atlético-GO no estádio do Pacaembu.